TOPO

Laila Garin reclama de plateia com celular no teatro: “Ator não é aparelho”

de Redação / terça-feira, 12 jul 2016 12:21 PM / / 321 views

  • Divulgação

    Laila Garin reclama de plateia com celular no teatro: "Ator não é aparelho"Laila Garin fez um longo desabafo no Facebook criticando o uso de celular durante os espetáculos. Em sua página oficial, a atriz escreveu que as pessoas vão ao teatro para se emocionar e prestigiar o ator, e não para ficar vendo mensagens no telefone.

“A gente recebe o que dá. A gente vai ao teatro pra se emocionar, pra ser tocado no que tem de mais íntimo, mais precioso. Imagino eu. A gente recebe dos atores também o que eles têm de mais íntimo, mais precioso. Pelo menos esta é nossa busca…Os atores estão ali expostos, nus de corpo e alma…Se eu quero receber algo tão sutil e precioso como posso sentar no teatro e ficar olhando o meu celular enquanto o ator está despido na minha frente tentando me lembrar de que não sou só este autômato que corre de uma lado pro outro no cotidiano?”, escreveu.

Em outro trecho, Laila diz que o público deve se dispor do ator como se dispõe de sua televisão, não de um eletrodoméstico qualquer. “E eu quero dispor deste ator como disponho da minha televisão ou de um eletrodoméstico qualquer? Algo que aperto um botão e não preciso prestar atenção e usar meu celular ao mesmo tempo enquanto o aparelho funciona automaticamente? Enfim não dá pra fazer omelete sem quebrar os ovos. O ator não é um aparelho”.

Por fim, a atriz de “A Regra do Jogo” pede para que as pessoas que não conseguem largar o celular, que fiquem em c

“Se não é pra viver esta experiência no teatro, melhor ficarmos em casa com nossos televisores, eletrodomésticos e celulares. Teatro é coisa de gente, é artesanal, é coisa antiga por mais tecnológico que possa ser. Não vamos ligar o celular no teatro. Deixe ele em casa ou fique em casa com ele. Quem vai pela metade ao teatro, recebe uma experiência pela metade. Se a gente não está presente, não recebe a presença do outro. Pior pra gente mesmo. Perdemos qualidade de vida. Qualidade de existência. E sairemos do teatro iguais a como entramos. Então pra que ir?! Fiquemos em casa como nossos celulares. MERDA”, desabafou.

Laila Garin está em cartaz no Theatro Net Rio, em Copacabana, com o espetáculo “Gota D’Água [a seco]”, nova versão do clássico de Chico Buarque, encenado pela primeira vez em 1975 por Bibi Ferreira.

 

Comentários no Facebook

Anuncie | Expediente | Contato