Ex-relacionamento lésbico de von Richthofen não incomodou novo namorado

DivulgaçãoEx-relacionamento lésbico de von Richthofen não incomodou novo namorado

por
  • Divulgação
    Ex-relacionamento lésbico de von Richthofen não incomodou novo namorado
    Ex-relacionamento lésbico de von Richthofen não incomodou novo namorado

    Rogério Olberg, novo namorado de Suzane von Richthofen, afirmou que o relacionamento lésbico que sua atual parceira manteve com outra detenta dentro da penitenciária feminina do Tremembé (SP) “não lhe incomodou”. As palavras foras ditas em entrevista ao programa “Domingo Show”, da TV Record.

“Isso também é passado dela. é como eu te falei: tudo que eu avalio nela é do dia em que eu conheci ela [sic] para frente”, avaliou, em entrevista ao programa “Domingo Show”, da TV Record.

Antes de conhecer Olberg, Suzane foi casada com Sandra Regina Ruiz Gomes, conhecida como ‘Sandrão’, condenada a 27 anos pelo sequestro e morte de um adolescente em Mogi das Cruzes.

O casal chegou a partilhar uma cela destinada a casais na penitenciária de Tremembé. Em fevereiro do ano passado, Sandrão conseguiu a progressão para o regime semiaberto e foi transferida para uma unidade de São José dos Campos. O casal, então, se separou.

Olberg tem 37 anos e vive em Angatuba, cidade de 21 mil habitantes localizada no interior de São Paulo. É para lá que Suzane vai quando obtém direito de deixar a penitenciária feminina do Tremembé (SP), onde cumpre pena.

Suzane von Richthofen foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, Manfred e Marísa von Richthofen, no início dos anos 2000. Ela teve ajuda do ex-namorado Daniel Cravinhos e do irmão dele, Christian.

Segundo a acusação, as mortes foram planejadas por Suzane e executadas pelos irmãos, que bateram no casal com barras de ferro e madeira enquanto eles dormiam em casa.

Os irmãos Cravinhos estão no regime semiaberto desde 2013 –nesse regime, os presos têm direito a cinco saídas ao ano, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e no final do ano, durante o Natal e o Ano-Novo.

Suzane havia recebido a autorização da Justiça, com o aval do Ministério Público, para passar o Dia das Mães fora da cadeia, mas deu um endereço falso para conseguir sair da penitenciária feminina do Tremenbé (SP). A denúncia foi feita pela TV Globo.

A juíza da Vara de Execuções Criminais, Wania Regina Gonçalves da Cunha, então, decidiu suspender o benefício do regime semiaberto e colocá-la também numa cela isolada. A juíza entendeu que von Richthofen cometeu uma infração grave.

Você também vai curtir