Dramas mexicanos batem Record porque são como “Totalmente Demais”, diz SBT

Divulgação/SBTMaite Perroni é a estrela de "Cuidado com o Anjo", atualmente reprisada pelo SBT

por

Divulgação/SBT

Dramas mexicanos batem Record porque são como "Totalmente Demais", diz SBT
Maite Perroni é a estrela de “Cuidado com o Anjo”, atualmente reprisada pelo SBT
Tradicionais na grade de programação do SBT, as novelas mexicanas da emissora, que no passado foram uma pedra no sapato da Globo, têm superado a Record na faixa vespertina. A inédita “Mar de Amor”, que disputa o segundo lugar com o “Cidade Alerta”, disparou à frente do canal do bispo Edir Macedo.

Na terça (17), o segundo capítulo do dramalhão sobre uma jovem sonhadora, fruto de um estupro, marcou 8 pontos contra 6,9 da Record – que no horário exibia o policial de Marcelo Rezende. Além de “Mar de Amor”, outras novelas mexicanas têm obtido bom resultado para o canal de Silvio Santos. As reprises de “A Mentira” e “Cuidado com o Anjo” batem a Record com frequência. Esta última, por exemplo, teve quase o dobro de audiência da Record na terça, com 8,5 pontos contra 4,4 na média no Ibope (que exibia parte de “Chamas da Vida” e do “Cidade Alerta”). Cada ponto equivale 69 mil espectadores na Grande São Paulo.

Diretor artístico do SBT, Fernando Pelégio não se admira pelo sucesso das exibições de tramas produzidas pela gigante Televisa. “A gente sabe que esse tipo de novela feita pela Televisa tem um apelo familiar. Essas novelas têm uma coisa básica, o bom é bom, o ruim é ruim”, diz Pelégio . O executivo compara a escolha acertada dos títulos mexicanos com o êxito de “Totalmente Demais” – novela das sete de maior audiência da Globo desde “Cheias de Charme” (2012), que se aproxima de sua reta final.

Fotos de divulgação/TV Globo

Dramas mexicanos batem Record porque são como "Totalmente Demais", diz SBT

Para diretor do SBT, novelas precisam ter triângulo amoroso como o vivido por Eliza (Marina Ruy Barbosa) em “Totalmente Demais”

“É exatamente como essa novela da Globo. Por que é tanto sucesso? Porque é básica. Ela não quer pirar na batatinha e nem inventar a roda. A Eliza [vivida pela protagonista Marina Ruy Barbosa] é a gata borralheira e tem também os príncipes. Esse é o princípio da dramaturgia, tem que ter sempre o triângulo amoroso”, afirma.

Segundo ele, uma novela para ter audiência precisa respeitar alguns critérios. Seguir uma regra básica, diz, garante os melhores resultados.

“O sucesso da telenovela é um tripé: tem que ter um argumento muito bom, um texto tão bom quanto e a realização. Dentro da realização tem fotografia, elenco, trilha musical… Um bom argumento e um bom texto já são dois terços convencidos. Essas novelas mexicanas têm esses dois terços”, analisa.

Ele ainda diz que as novelas mexicanas são escolhidas estrategicamente, de acordo com os movimentos da concorrência. Para isso, não faltam alternativas. Entenda-se, inclusive, reprises à exaustão como “A Usurpadora” (exibida seis vezes) e a recordista “Maria do Bairro” com sete exibições. “Tem novela que quando você coloca é sucesso, Thalía que o diga”, garante Pelégio, referindo-se a estrela das novelas “Marimar”, “Maria Mercedes” e “Maria do Bairro”.

Você também vai curtir