TOPO

Gentili ironiza briga entre Jean e Bolsonaro: “Por que não se beijam logo?”

por Redação / Publicado em terça-feira, 19 abr 2016 11:09 AM / / 404 views

bolsonaro

A polêmica cusparada que Jean Wyllys (PSOL-RJ) deu em Jair Bolsonaro (PSC-RJ)  durante a votação do impeachment, no plenário da Câmara, virou motivo de piada no “The Noite” desta  segunda-feira (18).

“Ficou claro que Jean cospe, ele engole”, disse Danilo Gentili aos risos no começo do programa. “Foi a primeira vez na história que um parlamentar conseguiu parecer mais escroto que outro quando agradece um golpe militar”, completou o apresentador, arrancado aplausos da plateia.

Antes da cusparada de Jean, Bolsonaro havia dado declaração inflamada e polêmica ao dizer ‘sim’ ao impeachment da presidente Dilma (PT). Ele exaltou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-chefe do DOI-Codi e acusado de comandar torturas durante a ditadura militar.

“De toda forma, o cuspe de Jean não atingiu Bolsonaro porque quando o cuspe chegou perto dele (Bolsonaro), ficou com nojo e desviou. Agora, de um lado você tem um cara que faz homenagem pra quem fez tortura na ditatura militar brasileira e do outro lado você tem um cara que faz homenagem pra quem fez tortura na ditatura militar cubana. Por que vocês não param de brigar e se beijam logo?”, ironizou o apresentador.

Na tarde do último domingo, Danilo Gentili esteve na Avenida Paulista para apoiar os manifestantes pró-impeachment. A concentração para acompanhar os votos na Câmara teve tom de Carnaval de rua.

No principal palco, diante da sede da Fiesp, um animador conduzia as manifestações da multidão, entoando palavras de ordem como “quem não pula é petista”. Nos trios do Movimento Brasil Livre e do Vem Pra Rua, personalidades como Danilo Gentili e o escritor Flavio Morgenstern discursavam para a multidão, alternando entre o humor e a inflamação.

|