TOPO

Em cartaz no Rio, mostra apresenta produções atuais do cinema argentino

por Bibi Toledo / Publicado em quarta-feira, 06 abr 2016 11:32 AM / / 307 views
  • Divulgação

    Em cartaz no Rio, mostra apresenta produções atuais do cinema argentinoCartaz do filme “Garagem Olimpo” (1999), do diretor argentino Marco Bachis

Em cartaz de 5 a 17 de abril na Caixa Cultural Rio, a mostra “Histórias Extraordinárias: Cinema Argentino Contemporâneo” exibe dez filmes argentinos recentes, produzidos entre 2013 e 2015. Paralelamente, haverá programação dedicada às crianças, com títulos raros no Brasil.

Como parte da programação, a mostra presta homenagem a Marco Bechis, cineasta que ficou famoso pelos filmes voltados a discussão sobre o golpe militar de 1976 na Argentina. Entre os filmes de Bechis serão exibidos “Garagem Olimpo” (Garage Olimpo, 1999), “Filhos” (Figli/Hijos, 2001) e “O Rumor da Memória” (El ruido de la memoria, 2015).

Haverá ainda debates e sessões comentadas com pesquisadores e especialistas. Um dos destaques da mostra será a presença dos diretores argentinos Barbara Sarasola-Day, Javier Oliverae Santiago Giralt, que vão falar de seus filmes, em particular, e do cinema argentino, em geral.

Confira a programação completa da mostra:

5 de abril (terça)
17h – A sombra (2015), Javier Olivera, 72min, Argentina, 13 anos.
18h30 – Paulina (2015), Santiago Mitre, 103min, Argentina/Brasil/França, 16 anos.

6 de abril (quarta)
15h – Damiana Kryygi (2015), Alejandro Fernández Mouján, 94min, Argentina, 12 anos.
17h – Garagem Olimpo (1999), Marco Bechis, 98min, Argentina/Itália/França, 14 anos.
19h – O escaravelho de ouro (2014), Alejo Moguillansky e Fia-StinaSandlund, 100min, Argentina/Dinamarca/Suécia, livre.

7 de abril (quinta)
14h – Basicamente um poço (2009), Grupo Humus, 70min, 10 anos. (Infantil)
16h – Dois disparos (2014), Martín Rejtman, 104min, Argentina/ Chile/Alemanha/Holanda, 14 anos.
18h10 – Jess & James (2015), Santiago Giralt, 92min, Argentina, 18 anos.
Sessão comentada com o diretor Santiago Giralt e o pesquisador Vinicios Ribeiro

8 de abril (sexta)
15h – A sombra (2015), Javier Olivera, 72min, Argentina, 13 anos.
16h40 – O rumor da memória (2015), 58min, Argentina/Itália, 12 anos.
18h – Damiana Kryygi (2015), Alejandro Fernández Mouján, 94min, Argentina, 12 anos.
Sessão comentada com Profa. Dra. María Celina Ibazeta.

9 de abril (sábado)
14h – Como funcionam quase todas as coisas (2015), Fernando Salem, 93min, Argentina, 13 anos.
Sessão com áudio descrição
16h – Jess & James (2015), Santiago Giralt, 92min, Argentina, 18 anos.
Sessão comentada com o diretor Santiago Giralt e o curador da mostra Marcelo Panozzo.
19h – Dois disparos (2014), Martín Rejtman, 104min, Argentina/ Chile/ Alemanha/ Holanda, 14 anos

10 de abril (domingo)
15h – Coletânea de curtas Juan Pablo Zaramella, 41min37
A luva (2001), Juan Pablo Zaramella e Gustavo Cornillón, 9min54, Argentina, 10 anos. (Infantil); Viagem a Marte (2004), Juan Pablo Zaramella, 16min13, Argentina, 10 anos. (Infantil); Lapso (2007), Juan Pablo Zaramella, 3min24, Argentina, 10 anos. (Infantil); Na ópera (2010), Juan Pablo Zaramella, 1min01, Argentina, 10 anos. (Infantil); Desafio à morte (2011), Juan Pablo Zaramella, 3min30, Argentina, 10 anos. (Infantil); Hotcorn!; (2011),  Juan Pablo Zaramella, 1min05, Argentina, 10 anos. (Infantil); Luminaris (2011), Juan Pablo Zaramella e Gustavo Cornillón, 6min15, Argentina/França, 10 anos. (Infantil)
16h – A mulher dos cachorros (2015), Laura Citarella e Verónica Llinás, 96min, Argentina, 14 anos.
18h – Fora de hora (2013), Barbara Sarasola-Day, 102min, Argentina/ Colômbia/Noruega, 16 anos.

12 de abril (terça)
15h – Jess & James (2015), Santiago Giralt, 92min, Argentina, 18 anos.
17h – Filhos (2001), Marco Bechis, 92min, Argentina/Itália, livre.
19h – Como funcionam quase todas as coisas (2015), Fernando Salem, 93min, Argentina, 13 anos.

13 de abril (quarta)
15h – Fora de hora (2013), Barbara Sarasola-Day, 102min, Argentina/ Colômbia/Noruega, 16 anos.
17h – Paulina (2015), Santiago Mitre, 103min, Argentina/Brasil/França, 16 anos.
19h – A mulher dos cachorros (2015), Laura Citarella e Verónica Llinás, 96min, Argentina, 14 anos.

14 de abril (quinta)
15h – Garagem Olimpo (1999), Marco Bechis, 98min, Argentina/Itália/França, 14 anos.
17h10 – Corpo de letra (2015), Julián D’Angiolillo, 77min, Argentina, livre.
18h45 – A sombra (2015), Javier Olivera, 72min, Argentina, 13 anos.
Sessão comentada com o diretor Javier Olivera e a curadora da mostra Natalia Christofoletti Barrenha

15 de abril (sexta)
14h – Rodência e o dente da princesa (2013), David Bisbano, 87min, Argentina/Peru, livre. (Infantil)
17h – O escaravelho de ouro (2014), Alejo Moguillansky e Fia-StinaSandlund, 100min, Argentina/Dinamarca/Suécia, livre.
19h – Debate com os realizadores Barbara Sarasola-Day e Javier Olivera.

16 de abril (sábado)
14h – O rumor da memória (2015), 58min, Argentina/Itália, 12 anos.
Sessão comentada com a Dra. Patrícia Machado.
16h – Fora de hora (2013), Barbara Sarasola-Day, 102min, Argentina/ Colômbia/Noruega, 16 anos. Sessão comentada com a diretora Barbara Sarasola-Day e a Profa. Dra. Marina Cavalcanti Tedesco.
19h – Corpo de letra (2015), Julián D’Angiolillo, 77min, Argentina, livre.

17 de abril (domingo)
14h – Basicamente um poço (2009), Grupo Humus, 70min, 10 anos. (Infantil)
16h – Damiana Kryygi (2015), Alejandro Fernández Mouján, 94min, Argentina, 12 anos.
18h – Filhos (2001), Marco Bechis, 92min, Argentina/Itália, livre.

Serviço
Mostra “Histórias Extraordinárias: Cinema Argentino Contemporâneo”
Quando:
de 5 a 17 de abril de 2016.
Onde: Caixa Cultural Rio – Av. Almirante Barroso, 25 – Centro.
Quanto: R$4 (inteira).
Mais informações: (21) 3980-3815 e www.caixacultural.gov.br

|

Comentários no Facebook