TOPO

Confira as atrações nacionais do Lollapalooza Brasil 2016

por Marta Lima / Publicado em quarta-feira, 09 mar 2016 19:00 PM / / 299 views

Ao todo, são 18 artistas divididos nos dois dias do festival

Emicida

Estamos a poucos dias de um dos maiores festivais de música do Brasil: o Lollapalooza 2016. Neste ano, a festa conta com grandes nomes internacionais e nacionais, passando por todos os gêneros musicais.

Entre tantas atrações, é importante lembrar que todos os artistas nacionais (exceto a banda Planet Hemp) fazem sua primeira aparição no festival.

Para prestigiarmos a cultura brasileira e toda nossa influência musical, o Popzone decidiu falar um pouco dos nossos artistas para que você tenha a oportunidade de assistir a cada um deles no evento.

Confira abaixo as atrações organizadas por dia, horário e palco:

Sábado (12/03):

Ego Kill Talent (12h – Palco Axe):

Ego Kill Talent

A banda Ego Kill Talent abre o festival com um som mais pesado, baseado em riffs marcantes de guitarra e uma bateria forte. Apesar de ser um grupo recém formado, os integrantes se conhecem de outras estradas e participações em outras bandas.

O quinteto reveza a posição entre os instrumentos, mantendo apenas o vocalista fixo. Ainda sem nenhuma EP ou LP lançado, o grupo apenas lançou os singles “Sublimated” e “Same Old Story“.

The Baggios (12h05 – Palco Skol):

The Baggios

A dupla de São Cristovão, Sergipe, é a primeira a se apresentar no evento. Com formação em 2004, The Baggios traz muito rock com influência do blues, impressos nos acordes marcantes.

O duo já lançou 3 EPs e 2 álbuns, além de rodar o Brasil inteiro fazendo shows e participando de diversos festivais. Entre os sucessos da banda, destacamos as canções “O Azar Me Consome” e “Aqui Vou Eu“.

Supercombo (12h45 – Palco Axe):

Supercombo

Supercombo, original de Vitória, no Espírito Santo, consolidada em São Paulo, foi formada em 2007. A banda traz um som diversificado, que passa pelo rock, pop e alternativo.

A grande explosão de sucesso do quinteto veio após sua participação na segunda temporada do programa de TV musical “Superstar”. O grupo conta com as famosas canções “Amianto“, “Piloto Automático” e “Sol da Manhã“.

Dônica (12h55 – Palco Onix):

Divulgação
Dônica

Banda apadrinhada por Milton Nascimento, Dônica possui influências do rock progressivo dos anos 70 e MPB. Foi formada em 2011 e desde então vem tocando na cena alternativa carioca, sempre ganhando respeito e novos fãs por onde passam.

Em entrevista ao blog do Lollapalooza, o quinteto mandou o seguinte recado para os fãs: “Queremos que todo mundo chegue bem cedo para curtir nosso som, ver se gostam do nosso som. O que a gente quer é divulgar, que as pessoas nos conheçam”. As músicas de mais destaque do grupo são “Bicho Burro“, “Casa 180” e “Pintor (Part. Milton Nascimento)“.

Zerb (13h – Palco Trident; 15h05 – Kidzapalooza)

Zerb

O DJ Zerb é uma das mais novas revelações na cena eletrônica nacional. Com apenas 17 anos, o produtor já assinou com a “Entourage”, uma das maiores agências de música eletrônica nacional.

O jovem mistura características do deep e tropical house, sendo comparado ao famoso Martin Garrix pelo portal “PHouse”.

Matanza (14h – Palco Skol):

Matanza

Originário do Rio de Janeiro, o Matanza foi formado em 1996, sendo um dos grandes representantes do “countrycore” no Brasil.

Além de participar do Lollapalooza e outros eventos musicais, a banda também organiza o “Matanza Fest”, festival que dá foco para o hardcore. Entre as canções mais populares do grupo, destacamos “Tempo Ruim” e “Eu Não Gosto de Ninguém“.

Groove Delight (14h – Palco Trident):

Groove Delight

A DJ paulista Ké Fernandes se apresenta nos palcos com o nome de Groove Delight. Com influências do rock, new wave e house, a artista faz uma grande mescla musical com traços da psicodelismo e som industrial.

Ké iniciou sua atividade na música eletrônica em 2009 e desde então vem conquistando o público, tocando em diversos festivais de música techno e ganhando o respeito de nomes importantes da cena. A artista é atualmente uma das grandes influências femininas da música eletrônica.

Future Class (17h15 – Kidzapalooza):

Future Class

A dupla Future Class de Teresina, Piauí, é uma das parcerias que mais se destacou na cena eletrônica no último ano, segundo a revista “PHouse”. Um dos grandes sucessos é o bootleg de “B.y.o.b.“, do System of a Down, que foi a track mais tocada nos últimos meses no Brasil.

Além de lançamentos em grandes selos musicais como Sleazy G e House Of Hustle, os produtores contam com o apoio do brasileiro Vintage Culture, o holandês Tiesto e muitos outros.

Alok (20h15 – Palco Trident):

Alok

Alok é um dos maiores nomes da música eletrônica brasileira. Filho dos pioneiros desta cena aqui no Brasil, Ekanta e Swarup, o jovem DJ começou a mexer com toda a aparelhagem necessária aos 12 anos com o apoio dos pais.

O artista apresenta uma mescla de techno com um pouco de house music, além de fazer uso do vococoder para modular a voz nas performances ao vivo. Alok já se apresentou ao lado de grandes nomes da dance music como David Guetta e Armin Van Buuren.

Domingo (13/03):

Dingo Bells (12h – Palco Skol):

Dingo Bells

Vindos de Porto Alegre, Rio Grande do Sol, o trio Dingo Bells começa o segundo dia do festival com uma mistura de jazz fusion, pop e rock psicodélico.

A banda já faturou alguns prêmios por seu álbum de estreia, “Maravilhas da Vida Moderna”, e matérias em diferentes portais de notícias como a revista Rolling Stones brasileira, além do reconhecimento internacional.
Eu Vim Passear” e “Dinossauros” são duas das composições mais populares do grupo.

Funky Fat (12h30 – Palco Trident):

Funky Fat

Funky Fat traz a mistura da house music com o indie rock. Com origem em Belo Horizonte, Minas Gerais, o grupo fez sua estreia em 2013 com o lançamento do EP “Jealousy”

O sucesso do trio veio após serem apontados como uma das revelações da dance music na revista britânica DJ Mag. O destaque é acompanhado da constante reprodução das músicas do Funky Fat nas rádios europeias BBC1, BBC6, Ministry Radio e a Ibiza Global Radio. Entre as faixas mais marcantes, apontamos “Ride The City” e “Jealousy”.

Maglore (12h55 – Palco Onix):

Maglore

Com formação em Salvador, Bahia, e hoje residentes na capital paulista, o trio Maglore trás a MPB com algumas características do pop e rock psicodélico.

O grupo teve seu início em 2009 e com o tempo vem ganhando destaque na mídia. O úlitmo álbum dos músicos, “III“, foi eleito o Melhor Álbum da Bahia segundo uma comissão de críticos, jornalistas e formadores de opinião da rádio do estado baiano. Entre suas músicas mais conhecidas, as faixas “Mantra” e “Dança Diferente” se destacam.

Versalle (13h – Palco Axe):

Versalle

Versalle é um grupo de rock influenciado por bandas como The Killers, Black Keys e Queens Of The Stone Age. Formados em 2009 em Rondônia, o quarteto é caracterizado por letras e melodias bem elaboradas. A banda também foi finalista do show de talentos “Superstar”, atingindo dessa forma alcance nacional.

Em bate-papo com o Popzone, a Versalle comentou que o convite para tocar no festival veio de surpresa. “Parecia que a gente tinha tido um filho, foi muito emocionante o dia que a gente recebeu a notícia”.

Os músicos também falaram sobre os anos como frequentadores do evento: “A gente vinha quase todo ano de lá [Rondônia] pra cá em São Paulo pra assistir o ‘Lolla’ como espectador; já era emocionante poder ter a oportunidade de assistir, agora imagina ter a oportunidade de estar lá em cima do palco”. “Mente Cheia” e “Verde Mansidão” são duas das canções de mais sucesso do quarteto.

Karol Conká (13h30 – Palco Trident):

Karol Conká

A rapper curitibana é a primeira presença do rap nacional neste dia do festival, além de uma das maiores representantes femininas na cena. Após ter estourado em 2013 com o lançamento de seu álbum de estreia “Batuk Freak“, a artista fez algumas turnês pela Europa em 2014.

Karol apresenta um som mais dançante, com influências do trap, mas não deixa de mostrar habilidade e conteúdo nas rimas e letras. O blog do Lollapalooza conversou com a rapper, que disse que está animada para o evento. “Eu acho que o público estará bem variado e me anima saber que vai ter muita gente que nunca ouviu meu nome, nunca ouviu meu trabalho. Isso para mim é excitante. Vou apresentar meu trabalho para quem ainda não conhece”, comentou. O single “Tombei (Feat. Tropkillaz)” e a canção “Boa Noite” são os maiores sucessos da rapper.

Marrero (13h45 – Palco Skol):

Marrero

A banda Marrero traz um som mais pesado, baseado no rock produzido nos anos 70 e 90. Em riffs fortes e letras baseadas em sentimentos de longa data, o trio apresenta uma sonoridade antiga com roupagem renovada.

O grupo era inicialmente um quarteto, mas o baixista saiu para procurar novos sons. Desde então, a guitarra transmite sons mais graves que substituem o instrumento ausente, sem perder a essência. A faixa mais conhecida do trio é “Quem Será“, que é acompanhada de um clipe.

Lazy Bear (16h45 – Kidzapalooza):

Lazy Bear

O já experiente DJ Gustavo Assis criou o projeto Lazy Bear e vem ganhando ainda mais destaque nacionalmente. O produtor já possui mais de 10 anos de carreira, com participações em diversas casas de shows e festivais pelo Brasil, como o Kaballah.

Com este novo projeto, Gustavo explora mais a house music. Para impulsionar seu sucesso, o DJ assinou com a empresa de música eletrônica “Entourage”, que também conta com Groove Delight e Zerb, outras atrações do festival.

Emicida (19h35 – Palco Trident):

Emicida

Emicida é a segunda grande atração do rap nacional no evento. Nascido e criado em São Paulo, o rapper ganhou sucesso através das rodas de rimas e competições de freestyle que participava.

O rapper mostra muita versatilidade nas rimas, falando sobre todos os assuntos, desde a batalha contra o racismo até o amor. Com 2 mixtapes, 2 EPs, um DVD em parceria com Criolo e 2 álbuns de estúdio, o paulista mantém seu sucesso em ascendência com diversas nomeações em premiações e turnês nacionais e internacionais. Entre suas músicas mais conhecidas, destacam-se “Triunfo“, “Levanta e Anda (Part. Rael da Rima)” e “Boa Esperança“.

Planet Hemp (20h45 – Palco Axe):

Planet Hemp

A banda de rap rock do Rio de Janeiro está de volta ao festival. Planet Hemp chega para mostrar toda a mistura do rap, punk e rock. Criado em 1993 por Marcelo D2 e seu falecido amigo Skunk, o quinteto é um grupo que fala sobre assuntos polêmicos como a corrupção política e a legalização da maconha.

Após o término da banda em 2003 devido a brigas internas, os integrantes seguiram com seus projetos paralelos. No final do ano passado, os músicos decidiram retornar às atividades como um grupo definitivamente. Vale lembrar que o Planet Hemp já se apresentou no Lollapalooza Brasil em 2013 e pretendem repetir o sucesso atingido no show de reunião. Entre tantas canções dos cariocas, “Mantenha O Respeito” e “Stab” são as mais famosas.

Confira todas as notícias e destaques do

|

Comentários no Facebook