Repórter da Globo é assaltada durante gravação para o “Fantástico”

Reprodução/TV GloboA repórter Adriana Cutino, da TV Tribuna, afiliada da Globo na Baixada Santista

por
  • Reprodução/TV Globo

    Repórter da Globo é assaltada durante gravação para o "Fantástico"A repórter Adriana Cutino, da TV Tribuna, afiliada da Globo na Baixada Santista

A repórter Adriana Cutino, da TV Tribuna, afiliada da Globo no litoral paulista, foi assaltada na manhã desta segunda-feira (17) enquanto gravava para o “Fantástico”. A jornalista, que estava cobrindo o vazamento de gás no Guarujá, teve o celular roubado e perdeu textos e contatos de trabalho.

Adriana desabafou em sua rede social após o assalto e disse que não era a primeira vez que tinha sido vítima de ladrões enquanto trabalhava.

“Onde vamos parar? Hoje eu estava trabalhando de manhã, em Vicente de Carvalho, na Localfrio, fazendo uma matéria para o ‘Fantástico’. Um dia e um trabalho especial mas um infeliz que não trabalha, que prefere tirar um bem de quem trabalha com honestidade estraga o que a gente conquista com tanta dignidade. Fui assaltada! Levou meu celular com meus textos, contatos que conquistei no dia a dia. Mais uma vez sou assaltada enquanto trabalho. É o fim dos tempos”, escreveu no Facebook.

Em abril de 2015, outra repórter da TV Tribuna foi assaltada, desta vez durante uma entrevista ao vivo. Tatyana Jorge estava em um link para o “Jornal da Tribuna” quando um homem de bicicleta se aproximou armado, atropelou o cinegrafista, apontou o revólver para a equipe e o entrevistado, e exigiu o celular e a pulseira.

Você também vai curtir