Um pouco sobre Xuxa

por
Xuxa em seus tempos de Clube da Criança, na Manchete
Xuxa em seus tempos de Clube da Criança, na Manchete

Acabo de ler que o programa da Xuxa deve sofrer reformulações por não estar no trilho de audiência pretendido pela Record. Parece noticia velha não? Quantas e quantas vezes o programa da loura mais famosa do Brasil foi formulado e reformulado na Globo nos últimos anos?

Xuxac Xuxa é um mito! Desde que surgiu pra mídia, no começo dos 80, brilhou. Intensamente. Primeiro como modelo. Aos 18 anos já era considerada uma das mulheres mais cobiçadas do Brasil. Xuxa nunca foi falsa pudica. Sempre falou de sexo de forma natural, posou pra revistas masculinas numa boa. E sempre teve um jeito especial com as crianças. Eu era uma delas quando Xuxa estreou o Clube da Criança, em 1983. Achava engraçado o jeito que ela interagia com os baixinhos. Parecia um deles. Após uns 2, 3 anos de sucesso moderado na Manchete ela se transferiu pra Globo.

Daí veio a explosão. De repente ela era a celebridade mais quente do Brasil. Tudo o que fazia, falava, ia parar nas capas de jornais e revistas (não existia internet na época). A Globo vivia o auge do seu poder de criar deuses. Os famosos da época eram menores em quantidade e muito maiores na histeria que causavam.

Xuxa virou um fenômeno. Tudo o que fazia, falava, virava febre. De mulher quente e sedutora sua imagem foi se transformando em alguém assexuada. Ela foi virando quase uma Barbie em tamanho real. Após anos de sucesso estrondoso como apresentadora infantil começou a ter que se adaptar aos novos tempos a partir de meados dos anos 90. Daí em diante as reformulações em seus programas se tornaram frequentes.

O rompimento da parceria com Marlene Mattos, há mais de 10 anos, foi considerado por muitos como um marco. O início da fase mais turbulenta da vida profissional da loura. Foram muitos os nomes dos programas que ela apresentou a partir de então. E poucos os momentos que o público realmente lembra. Xuxa ficou cristalizada na memória do publico como a linda fada loura, a Gata Borralheira que virou Rainha. Essa metáfora foi usada no seu filme de maior sucesso, Lua de Cristal (1990).

Acontece que Xuxa amadureceu. Continua uma bela mulher de 52 anos. Mas não usa mais minissaia nem maria-chiquinhas no cabelo. Segue causando histeria em seus fãs de sempre. Mas não sei se está conseguindo cativar uma nova parcela de espectadores. Carismática, talentosa, isso tudo Xuxa é. O que talvez a eterna fada loura precise entender é que o telespectador comum não se interessa em ver a histeria que ela causa quando vai visitar os fãs. Que o telespectador comum acha cansativo ver essa ode a si mesma em cada edição do seu programa. Seja na Globo, na Record, onde for.

Xuxa virou a Xuxa porque ela era linda, simpática e absolutamente normal. Uma mulher comum. Talvez esteja na hora do mito resgatar, dentro de si mesma, essa mulher comum que ficou pelo caminho do estrelato.

Posto aqui fotos do começo dos anos 80 e um vídeo de uma entrevista que gravei com Xuxa quando ela ainda estava na Globo.

Xuxa


Xuxaa


Xuxab


PRÊMIO QUEM 2011: Xuxa

Você também vai curtir