“Nunca me considerei um símbolo sexual”, declara Bruna Lombardi

Reprodução/Facebook/Bruna LombardiBruna Lombardi adora compartilhar fotos sensuais em sua págna no Facebook

por
  • Reprodução/Facebook/Bruna Lombardi

    "Nunca me considerei um símbolo sexual", declara Bruna LombardiBruna Lombardi adora compartilhar fotos sensuais em sua págna no Facebook

Prestes a lançar o livro “Jogo da Felicidade”, na qual pretende ajudar pessoas com mensagens de motivação, Bruna Lombardi viu seu nome ganhar mais projeção na mídia neste ano graças as fotos sensuais que ela compartilhou com seus seguidores nas redes sociais. Aos 63 anos, Bruna é considerada uma das mulheres mais bonitas do Brasil, rótulo que ela rejeita.

“Nunca me considerei um símbolo sexual na vida, nada disso, jamais. Se me consideram é porque sensualidade tem a ver com amor. E eu transmito amor”, ameniza a atriz. Bruna teve a ideia de escrever o livro para auxiliar as pessoas a “compreender os estágios da vida”, como ela define. A obra traz frases e pequenos textos inspiradores para serem consultados a qualquer momento, e será lançado nesta terça-feira (8), em São Paulo, e quarta no Rio.

“Sou curiosa em entender os nossos processos, como funciona as coisas, nosso estado de espírito, o que rola energicamente com cada um. Não é um livro de autoajuda, posso dizer que sou um oráculo moderno. No livro tem páginas em branco onde os leitores podem expressar o que estão sentindo. É altamente motivador”, explicou Bruna.

Bruna diz que teve um 2015 agitado. Ela viu sua página no Facebook alcançar mais de 1,6 milhão de curtidas e atribui o sucesso ao conteúdo publicado que, além das fotos, contém mensagens de conscientização. E os projetos não param. A atriz encerra o ano com seu oitavo livro publicado e começa 2016 com o lançamento do filme “Amor em Sampa”, previsto para estrear em janeiro, no qual ela atuou como roteirista. A comédia romântica, que retrata cinco histórias de amor e de sonhos que se entrelaçam, tem Rodrigo Lombardi e Eduardo Moscovis no elenco.

Em fevereiro, ela lança o portal Rede Felicidade, no qual compartilha conteúdos e experiências que “inspiram e motivam as pessoas a viverem mais felizes e realizadas”.

Reprodução/Facebook/Bruna Lombardi

"Nunca me considerei um símbolo sexual", declara Bruna Lombardi

Foto de Bruna Lombardi que “quebrou a internet” este ano

Beleza natural

Em agosto, Bruna Lombardi postou em sua página no Facebook uma foto usando uma camisola preta transparente e “quebrou a internet”. A repercussão foi tanta que a imagem estampou sites, jornais e Bruno participou de programas de televisão para falar da foto, tirada pelo marido, Carlos Alberto Ricelli. Ela garantiu na época que a foto não tinha photoshop, mas que não veria problema  em tratar a imagem. “Se eu não gostar, eu uso photoshop, qual o problema? E se eu não gostar do ângulo, se me achar feia, gorda, eu não vou postar, eu deleto, como toda mulher”, disparou.

A atriz não abre mão de cuidar do corpo. Ela malha, pratica yoga, faz tratamentos de pele e mantém alimentação saudável. EBruna diz que não é adepta do botox e que faria cirurgia plástica se precisar. “Não gosto de nada que possa me deformar. E recebo elogios dos fãs que gostam de mim desse jeito, então eu respeito, porque a opinião deles é sincera, vem de dentro. E não tenho problema nenhum em me expor, já que se inspiram em mim”, afirma.

No final de novembro, Bruna participou do “Programa do Jô” onde o apresentou causou polêmica ao dizer que teve sonhos eróticos com a atriz quando ela tinha nove anos de idade. Na ocasião, Jô dizia que era muito amigo do pai de Bruna e que a menina sentava em seu colo. “Mas eu imaginava você com 19 anos”, amenizou.

Bruna minimizou a polêmica e disse que o apresentador é muito brincalhão. “O Jô fez uma brincadeira, as pessoas que um grande auê. Ele está sempre fazendo piada, é a natureza dele. De forma alguma fiquei incomodada”, garantiu a atriz, casada há 37 anos com Ricelli.

Você também vai curtir