Músico independente: aprenda a lidar com a rejeição e saiba como evitá-la

por

Smiley

Quem está começando na vida artística precisa saber que, mais cedo ou mais tarde, terá que lidar com a rejeição ao seu trabalho. Seja na dificuldade de conseguir shows ou a atenção de empresários, ou até mesmo através de comentários maldosos nas redes sociais, uma coisa é certa: ninguém está à salvo das críticas.

Ter ciência disso é um bom começo não só para não se abalar muito, mas, principalmente para continuar. é sempre bom lembrar que até os Beatles foram rejeitados inúmeras vezes.

Isso não significa que você deva ter simplesmente uma fé inabalável no seu trabalho e dane-se o resto. Na verdade, muitas críticas podem até lhe ser úteis – lembrando que uma crítica fundamentada tende a ser mais útil que um elogio desmedido feito por algum amigo.

Quando você inicia um trabalho na música, parece impossível conseguir um blog que poste sua música ou uma empresa que contrate seu show. A tristeza aumenta quando se vê artistas locais – em tese no mesmo patamar que o seu – ganhando coberturas de seus trabalhos na imprensa e fazendo vários shows. Nessa hora é difícil não ter a sensação de que você nunca vai conseguir, ou a de que está fazendo tudo errado.

O que é preciso saber é que todo mundo pensa, ou já pensou assim. Ou seja, não pense em desistir, até porque os percalços fazem parte dessa vida.

O que é preciso, além da constante aprimoração da sua arte, é seguir buscando bons contatos dentro da imprensa ou dos formadores de opinião. Assim como seguir sempre divulgando o que você tem feito de bacana o tempo todo, e tentando construir uma base sólida de fãs.

Faça contato com casas de shows que você tem vontade de tocar, demonstre confiança e tenha em mente que, mesmo com tantas buscas e esforços, a rejeição sempre existirá.

Lidar com isso não é algo simples, pelo contrário, é desencorajador. Mas tenha em mente que ela faz parte do jogo do mercado musical e estar ciente disso irá facilitar bastante as coisas.

Assim é importante não levar certas críticas para o lado pessoal. Lembre-se que mesmo as mais virulentas, estão direcionadas para o seu trabalho e que nada impede que uma pessoa – seja jornalista, blogueiro ou um simples ouvinte – pode, e deve, mudar de opinião, se o seu trabalho evoluir.

Lembre-se também que as pessoas que trabalham no meio musical são super ocupadas. Quando você chegar a um patamar mais alto, perceberá o quanto é difícil dar a devida atenção a todos que buscam sua opinião.

Finalmente, é importante não confundir insistência com perturbação e exposição desnecessária. Saiba dosar suas ações para que a sua mensagem sempre seja certeira. Pior que sofrer uma crítica ao seu trabalho é simplesmente ser ignorado por ter fama de chato. Dito isso, mãos à obra e boa sorte!

Texto feito em parceria com a Pro Play Academy

O Prêmio Popzone Artistas Independentes 2016 vem aí para dar uma força para os artistas que ainda não têm uma gravadora. Fique ligado!

Você também vai curtir