TOPO

Conheça mais de Years & Years, uma das principais revelações da música britânica de 2015

por Marta Lima / Publicado em sábado, 26 dez 2015 17:00 PM / / 442 views

Years & Years

Ainda colhendo os frutos do bem sucedido álbum de estreia, o Years & Years pode ser facilmente apontado como um dos principais nomes da música britânica na atualidade. Apesar do aparente sucesso relâmpago, a banda formada por Olly Alexander, Mikey Goldsworthy e Emre Türkmen já possui alguns anos de estrada e foi gradualmente ganhando espaço na cena local até chegar ao sucesso internacional.

Com influências de Flying Lotus, Diplo, Radiohead e Jai Paul, o grupo foi formado em 2010 depois que Mikey desembarcou em Londres vindo da Austrália e, empenhado em criar uma banda, conheceu o tecladista Emre pela internet. Olly foi convidado para a empreitada quando Mikey o ouviu cantando no chuveiro na casa de um amigo em comum.

Na ocasião, o garoto já havia participado de outros projetos musicais, mas estava focado na sua promissora carreira como ator iniciada em 2008, que lhe rendeu participações em séries famosas como Skins e Penny Dreadful, além de diversos filmes.

Years & Years

O primeiro single oficial, “I Wish I Knew“, foi lançado ainda em 2012 quando o então quinteto incluía ainda o baterista Olivier Subria e Noel Leeman, responsável pelos sintetizadores.

Depois de chamar a atenção na cena londrina e conquistar mais público, a banda lançou no ano seguinte a dançante “Traps” pelo selo Kitsuné Music, ganhando menções em veículos importantes como a BBC Radio 1, The Guardian e The Fader. Logo em seguida ao lançamento, eles romperam as fronteiras da Inglaterra e começaram a excursionar pela Europa.

Com a saída de Leeman e Subria, a banda se firmou como trio e no início de 2014 lançou novamente com a Kitsuné Music o single “Real“, que deu título ao segundo EP do grupo e de quebra um contrato com a gravadora Polydor.

O primeiro grande lançamento na casa nova veio em agosto, “Take Shelter“, cujo clipe traz a participação da atriz Emily Browning, conhecida por seus papéis em filmes como Desventuras em Série e Sucker Punch. A garota ficou amiga de Olly depois que eles contracenaram em God Help The Girl. O EP do single alcançou o primeiro lugar no ranking de eletrônica do iTunes UK.

Em dezembro do mesmo ano, o trio voltou a dominar as pistas com o lançamento de “Desire” e pouco tempo depois, em janeiro de 2015, chegou a música que os colocaria de fato os catapultaria ao sucesso: “King“. Na ocasião, o trio também ganhava o prestigioso título BBC Sound of 2015, como o artista mais promissor do ano no Reino Unido, o que ajudou ainda mais a promover a nova música.

O carro-chefe do álbum de estreia foi lançado oficialmente em março como single, tornando-se o primeiro número um da banda em sua terra natal. “King” também foi muito elogiado pela crítica especializada e em meados do ano conseguiu emplacar no disputado mercado norte-americano, chegando a entrar na lista da Billboard das dez melhores músicas do primeiro semestre de 2015.

Graças ao impacto do single, a banda teve um ótimo desempenho com o álbum de estreia “Communion“, composto por 13 canções em sua versão standard entre baladas e faixas voltadas para as pistas de dança. Lançado em 10 de julho, o disco estreou na primeira posição no Reino Unido com vendas acima do resto do Top 5 somado.

Com uma sonoridade que mantém o equilíbrio entre o indie eletrônico e o pop mainstream, letras que descrevem o sentimento de vulnerabilidade e insegurança dos jovens apaixonados, e ainda cativando o público LGBT que pode se espelhar no vocalista, o Years & Years tem tudo para continuar angariando fãs pelo globo por vários anos e manter felizes aqueles que acompanharam sua evolução desde o início.

Confira as letras, traduções e muito mais do Years & Years aqui no Popzone.

|