TOPO

Os Dez Mandamentos – Mar Vermelho será melhor que de “Êxodo”, diz diretor

por Redação / Publicado em terça-feira, 10 nov 2015 11:04 AM / / 474 views
  • Divulgação/RecordOs Dez MandamentosMoisés abre o Mar Vermelho em cena de “Os Dez Mandamentos”

Depois de remarcar a data de exibição três vezes e anunciar a cena como a “mais aguardada do ano”, a Record exibe na noite desta terça-feira (10) o capítulo de “Os Dez Mandamentos” em que Moisés (Guilherme Winter) abre o Mar Vermelho.

A sequência, que custou à emissora R$ 1 milhão e mais de um ano entre preparação e execução, vai garantir não só a libertação do povo hebreu da tirania do faraó Ramsés (Sérgio Marone), mas também o ingresso do diretor Alexandre Avancini no grupo de diretores que recriaram a passagem épica descrita no Velho Testamento. Entre os cineastas que realizaram o feito estão Cecil B. De Mille, de “Os Dez Mandamentos” (1956), e Ridley Scott, de “Êxodo: Deuses e Reis” (2014).

Na noite da última segunda, Avancini estava na ilha de edição da novela, supervisionando retoques de sonorização da cena. Em entrevista , ele afirmou ter a expectativa de emocionar os espectadores, contou que não sabe se conseguirá voltar para casa a tempo de assistir ao capítulo e ainda pediu aos críticos de televisão que “guardem as devidas proporções” ao comparar a cena que dirigiu com os épicos produzidos para o cinema.

“Gosto sempre de pontuar que não é cinema, é uma novela. O Riddley Scott gastou U$ 8 milhões na sequência. A gente não gastou isso. Particularmente não gosto da cena dele. A nossa cena é melhor que a do Riddley Scott. Em termos de fenômeno da natureza a cena dele não me agradou”, opinou.

Avancini também diz ter tentado se distanciar da cena feita por De Mille, que garantiu o Oscar de melhores efeitos visuais para o filme em 1957. “É uma cena icônica para ‘Os Dez Mandamentos’, mas é um take para abrir e um take para fechar. A nossa é muito mais detalhada, são vários planos e é uma sequência muito mais emocional. Hebreus encurralados de um lado, egípcios de outro. Centenas de figurantes, dublês, cavalos, bigas. É muito mágico”, descreveu ele, que viajou quatro vezes para Los Angeles para supervisionar os efeitos especiais realizados pela Stargate, mesma de “The Walking Dead”.

“Cena foi naturalmente empurrada”
Inicialmente marcada para ir ao ar em 27 de outubro, a exibição da abertura do Mar Vermelho foi “naturalmente empurrada” para esta noite por conta da extensão de “Os Dez Mandamentos” em vinte capítulos, afirmou Avancini. “Não houve uma novela dentro da novela. Como ganhamos mais vinte capítulos, algumas tramas foram aumentadas e isso teve que acontecer antes do Mar Vermelho”, justificou.

Em entrevista, em setembro, quando “Os Dez Mandamentos” começou a encostar na audiência da concorrente global “A Regra do Jogo”, o diretor comemorou e falou em “explodir o Ibope” com a cena do Mar Vermelho.

A vitória sobre o “Jornal Nacional” e “A Regra do Jogo” veio um pouco antes, em um capítulo intermediário da trama, que não trouxe grandes acontecimentos. A expectativa sobre a audiência continua grande, mas o diretor alega que quer mesmo emocionar os espectadores. “É muito bonito ver os personagens tendo a revelação da força divina, se dando conta da existência de um Deus invisível. Eles, mais uma vez, são salvos, e essa é a prova irrefutável de que o Deus deles existe”, resume.
 

Matéria exclusiva Camila Rodrigues, estrela de Os Dez Mandamentos: “Esse Mar Vermelho Promete!”

|

Comentários no Facebook