“Êta Mundo Bom!” estreia em janeiro e traz humor caipira nos anos 40

João Cotta/TV GloboCandinho (Sérgio Guizé) com seu inseparável burro Policarpo em "Êta Mundo Bom!"

por
  • João Cotta/TV Globo"Êta Mundo Bom!" estreia em janeiro e traz humor caipira nos anos 40Candinho (Sérgio Guizé) com seu inseparável burro Policarpo em “Êta Mundo Bom!”

“Êta Mundo Bom!”, a próxima novela das seis, estreia em janeiro na Globo, com um humor caipira e uma mensagem de otimismo passada muitas vezes pelo protagonista Candinho (Sérgio Guizé), moço do interior que procura sempre enxergar um lado bom da vida.

A novela, de Walcyr Carrasco, se passa no final dos anos 40 e é inspirada no filme “Candinho”, estrelado por Mazzaroppi.

“Quis trazer novamente as raízes, o humor, a ingenuidade e os valores desta época”, explica Carrasco.

Candinho foi separado da mãe logo depois que nasceu e foi acolhido pelo casal Cunegundes (Elizabeth Savalla) e Quinzinho (Ary Fontoura), donos de uma fazenda, no interior de São Paulo. Já adulto, ele vive como empregado da casa e é expulso após se apaixonar pela primogênita, Filomena (Débora Nascimento).

O amigo da família Pancrácio (Marco Nanini), seu grande mentor e protetor, sugere que ele siga para a capital em busca da mãe biológica, Anastácia (Eliane Giardini), que ele nunca conheceu. Candinho segue viagem junto de seu inseparável burro, Policarpo.

João Cotta/Tv Globo

"Êta Mundo Bom!" estreia em janeiro e traz humor caipira nos anos 40

Ernesto (Eriberto Leão) e Filomena (Débora Nascimento) em “Êta Mundo Bom!”

A mãe dele é uma viúva milionária e também está procurando seu filho, mas a sobrinha Sandra (Flávia Alessandra) tentará impedir esse encontro para não perder o posto de herdeira.

Na cidade grande, Candinho busca pela mãe, passa dificuldades e luta pelo amor de Filomena, que agora mora na capital e vive uma relação com o possessivo Ernesto (Eriberto Leão).

Você também vai curtir