TOPO

Adele, Foo Fighters e Queen estão nos “Lançamentos da Semana”!

por Marta Lima / Publicado em sábado, 28 nov 2015 11:00 AM / / 371 views


Adele25

Adele
25

Agora já dá para afirmar, sem medo, que esse é o maior blockbuster do ano no mercado fonográfico. No Reino Unido foram inacreditáveis 800 mil cópias, o que faz dele o maior “número 1” da história do país, superando “Be Here Now” do Oasis que vendeu pouco menos de 700 mil unidades em 1997 – a diferença é que o álbum dos irmãos Gallagher atingiu esse número em apenas três dias.

Ainda assim, vermos tal resultado em pleno 2015, quando cada vez menos se está disposto a pagar por música como há algumas décadas, é surpreendente.

No momento, a curiosidade maior está em ver qual será o fôlego do trabalho, mas tudo indica, que “25” vai seguir nos primeiros lugares das principais paradas do planeta por um bom tempo.

Adele

E não há muito segredo nisso, afinal este é um daqueles trabalhos feitos e pensados para não ter erro e vender muito. O disco traz no geral baladas, algumas mais sutis, outras mais intensas, com um ou outro escape para algo um pouco diferente – “Sweetest Devotion” tem um quê de Kate Bush e a levada acústica de “Million Years Ago” não esconde
a influência do jazz e mesmo da nossa bossa-nova.

Assim, temos um álbum que pode não ser arrebatador, mas que funciona muito bem e para um público amplo. É fato que tanto os adolescentes quanto os seus pais e até avós vão achar muita
coisa aqui de seu agrado.

Mais importante, “a href=”http://www.vagalume.com.br/adele/discografia/25-11.html” rel=”nofollow” target=”_blank”>25” mostra que Adele é uma grande artista com potencial para seguir no topo por vários anos – não é difícil imaginá-la lançando no futuro os discos “32”, “45” e assim por diante.

Ouça “When We Were Young” com Adele presente no álbum “25


Foo FightersSaint Cecilia EP

Foo Fighters
Saint Cecilia EP

Há algumas semanas, uma contagem regressiva surgiu no site oficial do Foo Fighters, o que levou os fãs a especularem sobre qual surpresa a banda estava preparando.

Infelizmente, como alguns esperavam, Dave Grohl não anunciou a nova temporada da excelente série “Sonic Highways” do ano passado, mas sim lançou um EP com cinco faixas que pode ser baixado gratuitamente ou ouvido nas plataformas de streaming musical – uma edição limitada em vinil também será lançada. A ideia inicial era presentear os fãs que viram a banda em sua mais recente turnê.

O que obviamente ninguém podia imaginar, é que os últimos quatros shows do giro teriam que ser cancelados depois dos tristes acontecimentos do último dia 13, quando terroristas armados atacaram Paris, incluindo o concerto dos Eagles Of Death Metal.

Foo Fighters

Sabendo que não haveria clima para se apresentar, para não falar do medo generalizado de novos ataques, o grupo cancelou um show na Itália, dois na França e um na Itália e, dessa forma, o EP ganhou novo significado.

Em uma carta postada no site da banda Grohl diz esperar que essas canções possam trazer um pouco de luz e esperança nesses tempos obscuros. Ele também pede para que quem fizer o download doe alguma quantia para as vítimas do ataque ou seus familiares.

Quanto ao disco, o que temos é o que se espera deles, faixas que combinam peso e melodia, com alguns momentos mais nervosos. é um trabalho obviamente feito para os fãs e esses certamente irão gostar do resultado, mas a faixa titulo é boa o bastante para fazer até quem não gosta muito deles dar o braço a torcer.

Ouça a íntegra do Saint Cecilia EP do Foo Fighters


QueenA Night At The Odeon

Queen
A Night At The Odeon

Há um ano, os fãs do Queen foram presenteados com “Live At The Rainbow ’74” excelente documento do momento em que a banda começava a despontar para o sucesso.

Agora, é chegada a vez de outro concerto clássico, e que circulava há tempos no mercado de bootlegs, a ganhar uma versão oficial. O único senão aqui é que o repertório dos dois álbuns são extremamente semelhantes.

Por outro lado, uma dessas duas faixas “diferentes”, está longe de ser uma música qualquer.

Afinal estamos falando de “Bohemian Rhapsody” aqui em um de seus primeiros registros ao vivo. Esse disco chega para marcar os 40 anos da música e também do álbum que a trazia, o igualmente clássico “A Night At The Opera”.

Queen

Novamente a versão da música tem um porém. Nessa época eles ainda estavam decidindo como tocar ao vivo a canção. Anos depois eles chegariam ao formato ideal, cortando a primeira parte e usando a gravação de estúdio da “seção operística” para mostrá-la nos shows.

Já aqui, “Bohemian…” entra em um medley com ela dando passagem, depois de alguns minutos, para “Killer Queen” e “The March Of The Black Queen” – para então retornarem ao movimento final da canção. O resultado não deixa de ser curioso.

O resto do álbum traz a banda mais segura do que no show de 1974 e o disco fará a alegria dos fãs. Mas seria bem mais legal se eles pudessem lançar um show posterior da mesma turnê, quando várias outras músicas de “A Night At The Opera” haviam entrado no setlist, sendo que muitas delas ainda não têm um registro oficial ao vivo.

Ouça a versão de “Bohemian Rhapsody” presente no álbum “A Night At The Odeon

|

Comentários no Facebook