TOPO

Sem sexo desde o começo de “Walking Dead”, ator diz que Daryl pode ser gay

por Redação / Publicado em segunda-feira, 26 out 2015 14:25 PM / / 594 views
  • Jamie McCarthy/Getty Images

    Sem sexo desde o começo de "Walking Dead", ator diz que Daryl pode ser gayNorman Reedus chega ao Madison Square Garden pilotando a moto da série

Uma das maiores especulações sobre a série “The Walking Dead”, cuja sexta temporada estreou mundialmente no último dia 11, paira sobre a sexualidade de Daryl Dixo, o personagem durão interpretado por Norman Reedus que, em cinco temporadas, ainda não transou com ninguém.

Afinal, Daryl finalmente irá para a cama com alguém nesta temporada? “Veja, não é algo que eu anseie, mas tampouco é algo que eu recuse. Talvez ele esteja transando com alguém neste exato momento. Mas estou aberto ao que os roteiristas tiverem preparado para o personagem”, disse o ator em conversa com jornalistas em Nova York, insinuando em seguida que talvez ele transe com Glenn, personagem de Steven Yeun, que estava ao seu lado.
“Toda a ação fica com ele mesmo”, brincou, ao que Yeun respondeu: “Não vou comentar sobre isso.” Ambos riram.
“E se ele for gay?”, questionou a reportagem. Reedus não se intimidou: “Há uma insinuação sobre isso também, e, como eu disse, estou aberto a tudo, como ator, claro.” (risos)
Se analisarmos a história de Daryl e toda a opressão que ele sofreu de seu irmão para ser machão, forte, duro, não seria totalmente descabido que o personagem fosse, na verdade, um gay enrustido. No entanto, como frisou o ator, até agora há apenas um indício.
Morte e vida em cena
Para Reedus, Daryl dificilmente se entregaria à morte (ou aos zumbis), dilema enfrentado por muitos personagens da série. “Não acho que Daryl vá desistir em algum momento. Não é o tipo de pessoa que ele é. Eu não vejo ele como um cara que se ofereça em sacrifício. Vejo mais ele como um cara que possa, em determinado momento, ir embora, sumir. Mas para de lutar nunca.”
Quem acompanhou o final da temporada cinco também presenciou a uma das cenas mais dramáticas protagonizadas pela atriz Sonequa Martin-Green, que vive a personagem Sasha. Após jogar um grupo de zumbis mortos em uma cova, ela deita sobre os cadáveres e reflete sobre sua existência.
Na entrevista, a atriz revelou algo que o público não percebeu, mas que talvez tenha sido um fato responsável pela carga dramática impressa àquele momento da história:
“Bem, aquilo foi uma experiência incrível e desafiadora, para dizer o mínimo. Era eu, como Sasha, abraçando a morte, acreditando que era o que eu merecia, que era a coisa certa para mim. Acontece que eu estava grávida de oito meses naquele momento. Não consigo explicar como aquilo me afetou. Viver em um mundo onde tudo é morte e carregar uma vida dentro de mim ao mesmo tempo. Honestamente não tenho palavras para descrever. Mas definitivamente aquilo me moldou como mulher, como atriz, como mãe e como mulher. Foi muito graficamente no fim das contas.”
|