TOPO

AVICII, Paul McCartney e os Eagles Of Death Metal estão nos “Lançamentos da Semana”!

por Marta Lima / Publicado em sábado, 10 out 2015 12:00 PM / / 605 views


AVICIIStories

AVICII
Stories

O sueco AVICII já foi chamado de “o John Coltrane dos Fruitloops” por ninguém menos que Nile Rodgers do Chic. Ainda que a comparação com um dos maiores nomes músicos da história possa parecer exagerada, o fato é que este jovem de 26 anos demonstra mesmo ter mais talento que praticamente toda a concorrência, quando o assunto é música pop e dançante.

Curiosamente, o DJ decidiu lançar o disco sem creditar as participações especiais. O fato chama a atenção porque a lista não só é de primeira como até inusitada.

AVICII

Basta ver que os nomes de Zac Brown, Chris Martin, Wyclef Jean e Gavin DeGraw são apenas alguns
dos nomes vistos nos créditos de composição. O fato é que se essa opção pode até atrapalhar um pouco nas vendas do disco, ao mesmo tempo ela
faz com que a atenção seja voltada para o artista principal e, principalmente, para suas canções.

E é aqui que Tim Bergling, o nome verdadeiro do DJ, se supera, mostrando o já esperado talento dos suecos na hora de confeccionar canções pop de apelo imediato.

AVICII assim cria um disco que pode agradar fãs de pop radiofônico e também um público mais maduro que tende a não ouvir muito esse tipo de música – “Ten More Days“, por exemplo é uma balada soul de primeiríssima. Ou seja, Stories chega para agradar não só os fãs, como também tem potencial para agradar um público bem mais eclético.

Ouça “Waiting For Love com AVICII presente no álbum “Stories


Paul McCartneyTug of War e Pipes Of Peace

Paul McCartney
Tug Of War

Há cinco anos Paul McCartney começou a relançar sua discografia em novas edições remasterizadas e em formato de luxo. A ordem cronológica não está sendo respeitada, mas nota-se que o ex-Beatle depois de ter soltado os discos mais emblemáticos (“Band on the Run”, “McCartney”) optou por trabalhos que foram menos celebrados ou sofreram nas mãos dos críticos..

Assim agora podemos nos debruçar sobre dois discos lançados por ele na década de 80, um período que se mostrou complicado para os astros surgidos nos anos 60 e início dos 70.

Se para os outros artistas se adaptar aos novos tempos estava se mostrando uma tarefa difícil, imaginem para Macca, que teria que pela primeira vez lançar um disco depois da morte de John Lennon.

Paul McCartney

Tug of War” começou a ser gravado antes do assassinato de seu eterno parceiro, mas é óbvio, que o trabalho ganhou um novo peso depois daquele fatídico 8 de dezembro de 1980. A tragédia fez até com que nos esquecêssemos, que aquele também poderia ser considerado o primeiro disco solo “de verdade” do ex-Beatle – já que os outros discos dele saíram creditados aos Wings ou vistos como álbuns experimentais.

O disco, lançado em 1982, de qualquer forma foi bem recebido pela crítica e se mostrou um enorme sucesso comercial. O trabalho trazia Macca bastante inspirado e vivendo grande fase como compositor. Basta ver que faixas brilhantes como “Somebody Who Cares” – uma balada que se fosse mais conhecida já teria virado standard –
ou “Wanderlust” sequer saíram em single.

“Tug…” ainda tem dois duetos com Stevie Wonder – incluindo o hit maior “Ebony And Ivory“, a participação do pioneiro do rock Carl Perkins e marcou o reencontro dele com o produtor George martin que produziu praticamente todas as obras-primas dos Beatles. Lennon, enquanto isso, é lembrado em “Here Today“, uma delicada balada acústica que hoje em dia é um dos pontos chave dos shows do artista. Se você é fã de McCartney e nunca ouviu o disco, ou há tempos não o escuta, prepare-se para uma agradável surpresa.

Paul McCartney
Pipes of Peace

Pipes Of Peace“, lançado em 1983, semrpe foi visto como o “primo pobre” de “Tug of War”. A fama não deixa de fazer sentido, já que ele é formado basicamente pelo material que sobrou das sessões daquele disco.

É fato que o material aqui é menos inspirado, mas ele tem bastante coisa que vale ser reavaliada ou conhecida. Mas no final, “Pipes Of Peace” sempre será lembrado por ser o disco que traz os duetos de Macca com Michael Jackson. E são eles que seguem como o ponto central do trabalho.

Say Say Say” é pop funkeado de primeiríssima e- vale dizer – foi feita antes do estouro de “Thriller”. Menos lembrada, “The Man” pode não ser tão lembrada, mas é igualmente ótima, especialmente para quem gosta do chamado AOR.

Os dois álbuns chegam em versões remasterizadas (no caso de “Tug…” também remixada) e com discos bônus trazendo lados B de compacto, demos e alguns experimentos. Nada disso é exatamente essencial, mas os fãs, e quem compõe, certamente vai gostar de ver os embriões das músicas e de ver como alguns daqueles rascunhos se tornaram canções de sucesso.

Ouça “Ebony And Ivory” o maior hit de “Tug of War” de Paul McCartney


Eagles Of Death MetalZipper Down

Eagles Of Death Metal
Zipper Down

Essa temporada está sendo mesmo marcada pelo lançamento de discos solo ou de projetos paralelos, de membros de bandas famosas. De Keith Richards ao Dead Weather de Jack White, o que se vê são vários músicos dando um tempo de sua atividade principal para curtir um pouco.

Dessa forma, temos aqui mais um álbum do divertidíssimo Eagles Of Death Metal, a banda que Josh Homme (Queens Of The Stone Age) tem com Jesse Hughes e mais uma série de convidados.

Eagles Of Death Metal

O clima aqui é de punk, blues e rock garageiro com muito humor, letras sacanas e uma grande sensibilidade pop, seja na criação de riffs ou nas melodias. Se essa mistura faz sua cabeça não deixe de ouvir o álbum o quanto antes. Isso porque “Zipper Down é simplesmente viciante, um caso cada vez mais raro de disco que quando acaba te faz querer ouvi-lo novamente e mostrar para todo mundo.

Nesse sentido, é até uma pena que suas 11 faixas terminem em apenas 34 minutos. Por outro lado, Homme e Hughes, certamente sabem que essa é a duração média de boa parte dos grandes clássicos do Rock and Roll. Ou seja, eles estão em excelente companhia.

Depois disso resta apenas esperar pelo show deles no ano que vem dentro do Lollapalooza. Ainda que a presença de Homme seja uma incógnita (ele não costuma se apresentar ao vivo com eles), a apresentação tem tudo para ser uma das mais memoráveis do festival que acontece em março.

Ouça “Complexity” com os Eagles Of Death Metal presente no álbum “Zipper Down

|

Comentários no Facebook