Justiça condena Google a pagar R$ 60 mil a Murilo Rosa por vídeo íntimo

Caiuá Franco/Divulgação/TV GloboMurilo Rosa processou a empresa por permitir a exibição de imagens íntimas dele no Youtube, em 2013

por
  • Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo

    Justiça condena Google a pagar R$ 60 mil a Murilo Rosa por vídeo íntimo

    Murilo Rosa processou a empresa por permitir a exibição de imagens íntimas dele no Youtube, em 2013

O Google foi condenado nesta quarta-feira (9) a pagar R$ 60 mil ao ator Murilo Rosa por danos morais por permitir a exibição de um vídeo íntimo dele no Youtube. Em 2013, vazaram na internet cenas do ator em uma webcam. 

Ricardo Brajterman, advogado do ator, confirmou ao Popzone que na época pediu ao Youtube que retirasse o vídeo do ar, o que não foi atendido. “Diante da negativa da empresa, foi ajuizado a ação e sentenciado a condenação no valor de R$ 60 mil. Se o material não for retirado do ar em 48 horas, a empresa terá que pagar a multa de R$ 10 mil”, contou.

O advogado informou ainda que a sentença foi mantida em segunda instancia de que Google recorreu.  A empresa ainda pode recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

“O Murilo está feliz. Entende que a Justiça foi feita diante da violência na qual foi vítima”, diz Ricardo.

Casado com a modelo Fernanda Tavares há oito anos, Murilo, que está na atual temporada de “Malhação”, afirmou na época que as imagens causaram grande transtorno a sua vida pessoal e que estava “indignado”. O advogado não revelou se o autor do vazamento das imagens foi descoberto.

O UOL entrou em contato com a assessoria do Google, mas não obteve retorno. 

Você também vai curtir