TOPO

Em bate-papo exclusivo, Slipknot fala sobre novo álbum e shows no Brasil

por Marta Lima / Publicado em terça-feira, 22 set 2015 21:00 PM / / 529 views

Banda retorna ao país promovendo o disco “.5: The Gray Chapter”

Slipknot

Nesta semana, o Slipknot volta ao Brasil para duas apresentações, a primeira acontece nesta sexta-feira (25) no Rock In Rio e a outra em São Paulo, no Anhembi, no dia 27.

Para saber um pouco sobre os shows no país e o seu novo álbum de estúdio, “.5: The Gray Chapter“, o Popzone conversou com Corey Taylor, vocalista da banda.

Durante o bate-papo, o artista ainda comentou sobre o mundo da música nos dias de hoje e também comentou sobre sua paixão pelos fãs brasileiros.

01. O Slipknot está agora retornando para o Brasil tocando músicas do novo álbum “The Gray Chapter“, qual é a sua composição favorita deste disco?

Na verdade, tenho várias que eu gosto, mas se eu fosse escolher uma eu diria “Aov“, principalmente o primeiro verso, que fica bem na cara o que eu estava tentando dizer liricamente. Ela mostra o meu interior, uma tensão e uma culpa interna que vem quando a gente perde alguém da forma que nós perdemos e como precisamos tentar conviver com isso. Então, eu diria que “Aov” agora é provavelmente minha composição preferida deste álbum.

02. “The Gray Chapter” é o primeiro álbum do Slipknot após a morte do baixista Paul Gray e sem o baterista Joey Jordison. Além disso, quais são as diferenças deste disco e de seus trabalhos anteriores?

Provavelmente, seria a aproximação que nós tivemos e a forma como tentamos dar uma continuidade neste álbum, que é muito diferente dos trabalhos anteriores. Muitas vezes Paul e Joey tomariam o comando das coisas, ou o Paul e Jim (guitarrista), ou o Paul e o Mick (guitarrista). Foi muito estranho trabalhar neste álbum do Slipknot sem o Paul, porque ele era uma parte fundamental. Esse é um dos motivos que tivemos dúvidas no começo. Fazer esse trabalho sem ele foi muito diferente. Essa foi uma das coisas que a gente precisou passar, nós tentamos mostrar o melhor das nossas habilidades, sabendo que o álbum seria principalmente sobre a perda de Paul. Acho que isso nos ajudou a focar no trabalho.

03. O que este álbum representa para o Slipknot?

Representa cura, representa o primeiro passo para o futuro, representa fazer as pazes, não só com toda essa tragédia que tivemos, mas também o turbilhão que nós passamos nesses últimos seis anos. Foi finalmente uma forma de aceitar que as coisas nunca mais seriam como eram antes. Mas, elas não precisam ser iguais, contanto que a gente permaneça juntos, podemos ter consciência de como era e nos concentrar em como é agora.

04. Você pode nos explicar o que esse álbum traz de diferente que está faltando na indústria musical atualmente?

Acho que no metal não está faltando nada, mas eu com certeza posso dizer que na indústria musical está faltando coração, alma e um senso de realidade, principalmente em muitas músicas pop, de hip-hop, e as da modinha. Está faltando tanto que de uma forma a gente consegue perceber essa coisa monótona, você consegue ouvir essa qualidade plástica de muitas músicas da modinha. Nossa música e o heavy metal, em geral, são mais agitados, há uma grande animação, uma emoção eletrizante, que dá às nossas canções alma e coração, e elas ganham vida, diferente de muitas músicas atualmente.

05. O Slipknot lançou “The Gray Chapter” em outubro de 2014, mas quando podemos aguardar o seu próximo álbum de estúdio?

Provavelmente daqui a alguns anos, quando terminarmos a turnê deste álbum, que talvez seja ano que vem, vou me dedicar um pouco ao Stone Sour, Clown (percussionista) vai fazer alguns filmes, cada um vai se dedicar aos seus trabalhos paralelos por alguns anos. Depois, vamos nos reunir e começar a trabalhar no novo álbum. A ideia que nós temos para ele é bem grande, bem ambiciosa, então vamos precisar de alguns anos para mostrar o que ele significa. Mas nós do Slipknot não lançamos nada até estar realmente pronto.

06. Vocês já tocaram no Rock In Rio antes, mas qual é a parte mais emocionante de tocar no Brasil?

Sabe, os fãs brasileiros são incríveis, não se compara a nada do que já vimos antes, eles são tão apaixonados, o fato que eles conseguem sentir a emoção em um show com outras milhares de pessoas que são tão apaixonadas quanto as que estão próximas a eles é realmente demais. É tão especial, você consegue sentir o amor dos fãs pela música. Quando estou no palco parece um caminho bem longo para os fãs, mas essa emoção diminui a nossa distância e fico impressionado por ser parte de algo tão especial e único.

07. Mensagem de Corey Taylor para os fãs brasileiros:

Estamos muito animados em ir para o Brasil e tocar no Rock In Rio. Já faz um tempo que estivemos aí, mas prometo que a espera vai valer a pena. Temos muitas coisas bacanas aguardando por vocês e eu espero que vocês estejam prontos como nós estamos.

Confira o recado do músico para os seus fãs brasileiros do Popzone!

E você está ansioso para o show dos mascarados no Rock In Rio? Visite a página do Slipknot no Popzone!

|