TOPO
Sem categoria

De volta à TV, Scooby Doo ganhará novos looks e Pernalonga terá pés maiores

por Redação / Publicado em quinta-feira, 17 set 2015 13:27 PM / / 1098 views
  • Thamires Andrade/Popzone

    De volta à TV, Scooby Doo ganhará novos looks e Pernalonga terá pés maioresTurma de Scooby Doo teve mudança nos olhos e nas roupas

Clássicos criados por Hanna-Barbera, os desenhos “Scooby Doo” e “Pernalonga” voltarão às telas brasileiras repaginados no canal Boomerang a partir do ano que vem. Ainda que as histórias não fujam dos clássicos, a principal diferença dos novos programas são os traços dos personagens principais. Enquanto a gangue de Scooby ganhou olhos mais marcados e adaptações nas roupas, o Pernalonga ficou com um visual retrô – encurtou e está com pés maiores.

As mudanças feitas pelos produtores das atrações são uma tentativa da Warner Bros. Animation – estúdio de animação da Warner – de aproximar os desenhos das crianças que ainda não conhecem os icônicos personagens e também dos adultos que se sentem nostálgicos assistindo aos desenhos da infância.
De acordo com Zac Moncrief, produtor da nova série do Scooby Doo, o novo design dos personagens atraiu os mais jovens. “Como eles são personagens icônicos, não passou pela nossa cabeça mudar as roupas deles, mas fizemos algumas adaptações para deixá-los mais próximos dessa nova geração. Por exemplo, Fred e Salsicha usam calça skinny”, afirma.
Além disso, outros aspectos da vida contemporânea também estão presentes no dia a dia da turma que resolve diversos mistérios. “Apesar de eles terem celulares e smartphones, não vamos vê-los o tempo todo de cabeça abaixada e mergulhados nesse universo. Preferimos incluir um computador, que é onde eles vão buscar informações sobre a história dos novos locais e dos vilões”, explica Moncrief.
Ainda que os mistérios sejam grande parte da história, Moncrief conta que o desenho ficará menos focado no medo e mais na comédia, além de desenvolver a história de cada um dos personagens. “Antes o Scooby e o Salsicha eram os que davam graça na série, mas agora Daphne, Fred e Velma também se tornam mais interessantes e engraçados. Por ser o líder da turma, Fred vai começar a ter problemas de controle. Já Velma, ainda que tenha dificuldade para se socializar, se torna mais legal e engraçada, assim como Daphne”, explica.
Para se aproximar mais da versão original de Scooby Doo, Moncrief afirma que o cachorro tem diálogos mais curtos. “O Scooby não fala mais do que cinco palavras. Ele se limita a dizer algo realmente engraçado e um outro personagem segue com o diálogo”, afirma. Além disso, Salsicha e o companheiro não vão aparecer comendo diversas vezes como nas versões anteriores. “Eles ainda são movidos a comida, mas brincamos com essa questão de forma diferente”.
Thamires Andrade/Popzone

De volta à TV, Scooby Doo ganhará novos looks e Pernalonga terá pés maiores

Pernalonga ganhou visual retrô

De volta à TV, Scooby Doo ganhará novos looks e Pernalonga terá pés maiores Pernalonga protagonista

Já o objetivo dos produtores Matthew Craig e Gary Hartle com a volta do Pernalonga era recolocar o coelho como personagem central da trama. Para isso, personagens como Patolino, Gaguinho, Hortelino, Coiote e Eufrazino só entraram na série posteriormente. “A ideia é reintroduzir o Pernalonga nos tempos modernos com mais sensibilidade para que as crianças o conheçam, já que ele foi o primeiro personagem Looney Tunes bem-sucedido e é a razão dos outros terem surgido”, explica.
Espontâneo e com habilidade de apanhar, Pernalonga, segundo Craig, sempre foi o responsável por apontar as falhas da humanidade, além de ter um jeito heroico. “Nos últimos anos, ele era tão inteligente que acabava não se envolvendo na solução dos problemas, mas agora ele está numa posição de que precisa fazer algo”, explica. Hartle, inclusive, destaca que nem sempre o coelho sai vitorioso. “Ele às vezes está no topo, mas também perde para alguns vilões”, conta.
Para colocar o coelho dentro da sociedade moderna, os produtores criaram 35 novos antagonistas que acabam entrando em conflito com ele. “O Lily Legs é meu favorito, pois ele é vice-presidente da Casa Branca e representa o conceito de riqueza de hoje de que mesmo quando você está indo muito bem, você segue insatisfeito porque queria estar um degrau acima”, explica Craig.
Além disso, os personagens também “ganharam” celulares, tablets e computadores. “Não estamos focados apenas nisso, mas esses personagens vivem no nosso mundo atual, portanto não tem como esses itens não existirem. Na hora de escrever o texto, a gente sempre pensa como eles lidariam com essa tecnologia”, conta Craig.
Para buscar a espontaneidade que os personagens precisam, Hartle conta que os diretores e escritores se reúnem em uma sala para conversar e ter ideias para os episódios. “Enquanto estamos nesse processo, alguém tem uma ideia e ai começamos a trabalhar com isso. Assim é mais divertido e rápido, pois temos a capacidade de ver se o episódio está funcionando. Sem esse efeito colaborativo, o artista fica perdido”, fala. Além disso, Hartle afirma que nessa sala de criação há uma parede em que são colocadas piadas engraçadas, ideias para personagens futuros e outros materiais que podem ser utilizados em próximos episódios e temporadas.
*A jornalista viajou a convite da Turner
|

Comentários no Facebook