Aretha Franklin impede exibição de documentário no Festival de Toronto

Depois de impedir judicialmente a exibição do documentário "Amazing Grace" no Festival de Cinema de Telluride, nos Estados Unidos, a cantora Aretha Franklin conseguiu tirar o filme do prestigiado Festival de Toronto, no Canadá.

por

aretaDepois de impedir judicialmente a exibição do documentário “Amazing Grace” no Festival de Cinema de Telluride, nos Estados Unidos, a cantora Aretha Franklin conseguiu tirar o filme do prestigiado Festival de Toronto, no Canadá.

A informação foi dada nesta terça (8) por um dos advogados da cantora, Jon D. Cantor, em entrevista à revista “Variety”. Segundo nota divulgada pelo festival, os próprios produtores optaram pela não exibição.

“Estamos extremamente desapontados que o público de Toronto não poderá ver esta peça extraordinária de arte. A  filmagem é verdadeiramente um tesouro cinematográfico da música do século 20, e esperamos que o público do mundo tenha oportunidade de experimentar esse filme assim que uma resolução seja encontrada.”

Durante anos, Aretha Franklin se opôs à exibição das imagens do filme, com duração de 87 minutos, aparentemente porque o diretor do vídeo, Sydney Pollack, morto em 2008, cometeu um erro técnico ao tentar sincronizar o som com as imagens, segundo relatou o “The Hollywood Reporter”.

Em 2008, o estúdio Warner Bros. deu os direitos do filme ao produtor Alan Elliot por meio de um documento de cessão de direitos, no qual se especifica que para exibir o filme é preciso ter o consentimento da cantora.

Durante anos, Elliot e Franklin nunca chegaram a um acordo sobre a possibilidade de exibir o filme, então o juiz determinou que o Festival de Cinema de Telluride não tem o direito de explorar o vídeo, além de violar a privacidade e os direitos da cantora como autora do vídeo.

*Com informações da agência Efe