“Sexta-Feira 13” vai ser adaptado para a TV

Divulgação A franquia de terror “Sexta-Feira 13” vai ganhar uma adaptação para a TV. A informação foi divulgada pelo presidente da CW ao site Deadline na tarde desta terça-feira (11).

A adaptação será escrita por Craig Van Sicle e Steve Mitchell, mesmos criadores “The Pretender”, série televisiva americana que foi exibida no Brasil pela Record. Segundo o Deadline, a ideia de produzir uma série de “Sexta-Feira 13” teria começado no ano passado.

Recentemente, foi anunciada para dia 13 de maio de 2016  a data de estreia do novo filme de “Sexta-Feira 13. Desde o lançamento do seu primeiro filme, em 1980, a franquia de terror já lançou 12 longas.

“Diário de Uma Paixão”

Assim como “Sexta-Feira 13”,  o livro "Diário de Uma Paixão", que virou filme estrelado por Ryan Gosling e Rachel McAdams em 2004, vai ganhar uma adaptação para a TV que será produzida pela CW

por
  • Divulgação

    "Sexta-Feira 13" vai ser adaptado para a TV

A franquia de terror “Sexta-Feira 13” vai ganhar uma adaptação para a TV. A informação foi divulgada pelo presidente da CW ao site Deadline na tarde desta terça-feira (11).

A adaptação será escrita por Craig Van Sicle e Steve Mitchell, mesmos criadores “The Pretender”, série televisiva americana que foi exibida no Brasil pela Record. Segundo o Deadline, a ideia de produzir uma série de “Sexta-Feira 13” teria começado no ano passado.

Recentemente, foi anunciada para dia 13 de maio de 2016  a data de estreia do novo filme de “Sexta-Feira 13. Desde o lançamento do seu primeiro filme, em 1980, a franquia de terror já lançou 12 longas.

“Diário de Uma Paixão”

Assim como “Sexta-Feira 13”,  o livro “Diário de Uma Paixão”, que virou filme estrelado por Ryan Gosling e Rachel McAdams em 2004, vai ganhar uma adaptação para a TV que será produzida pela CW

A série vai contar a jornada romântica dos personagens Noah e Allie, no início do relacionamento. “Como eles constroem suas vidas e o futuro contra a política racial, as desigualdades econômicas e costumes sociais do período que seguiu a Segunda Guerra Mundial, no final dos anos 40 na Carolina do Norte”, divulgou o canal.

Você também vai curtir