Mariana Ximenes vence prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado

A atriz Mariana Ximenes venceu o prêmio de melhor atriz de longa-metragem na 42º edição do Festival de Gramado, por "Um Homem Só", entregue a noite deste sábado (15).

por
3x9jro6jcm_18otb36jjn_file

A atriz Mariana Ximenes venceu o prêmio de melhor atriz de longa-metragem na 42º edição do Festival de Gramado, por “Um Homem Só”, entregue a noite deste sábado (15).

Emocionada a atriz, agradeceu toda a equipe do filme. “Um aviso para mim como é importante correr riscos na vida”, disse.

O Festival destinou R$ 280 mil para premiar os principais vencedores. A mostra competitiva de Gramado exibiu 47 filmes: 29 curtas e longas nacionais e estrangeiros.

Realizada no Palácio dos Festivais, na Serra do Rio Grande do Sul, a premiação começou com cerca de 40 minutos de atraso. Segundo a organização, o tempo necessário para chegada de todos os convidados.

Veja os vencedores.

Curtas brasileiros

Melhor desenho de som: Tiago Bello, por “O Teto Sobre Nós”

Melhor trilha Musical: Felipe Junqueira e Samuel Ferrari, por “Miss & Grubs”

Melhor direção de Arte: Welton Santos, por “Miss & Grubs”

Melhor montagem: Chico Lacerda, por “Virgindade”
Melhor fotografia: Arno Schuh, por “O Corpo”
Melhor roteiro: Tiago Vieira e Fabrício Ide, por “Quando parei de me preocupar com canalhas”
Melhor atriz: Giuliana Maria, por “Herói”
Melhor Ator: Matheus Nachtergaele, por “Quando parei de me preocupar com canalhas”
Prêmio Especial do Júri vai para o filme “Haram”
Melhor filme de curta-metragem pelo Júri Popular: “Bá”, de Leandro Tadashi
Melhor diretor em curta-metragem: Bruno Carboni, por “O Teto Sobre Nós”
Melhor curta: “O Corpo”, de Lucas Cassales
Prêmio Canal Brasil de melhor curta: “Dá Licença de Contar”, de Pedro Serrano.
Prêmio Dom Quixote, Federação Internacional de Cineclubes (FICC): “En La Estancia”, de Carlos Armella.
Longas estrangeiros
Melhor fotografia: “Venecia”
Melhor atriz: Claudia Muñiz, Marianela Pupo e Maribel García Garzón, por “Venecia”
Melhor roteiro: Carlos Armella, por “En La Estancia”.
Melhor ator: Gilberto Barraza, por “En La Estancia”
Melhor filme pelo júri popular: “Ella”, de Libia Stella Gómez

Melhor diretor: Kiki Alvarez, por “Venecia”.

Melhor longa estrangeiro: “La Salada”, de Juan Martin Hsu

Júri da crítica

Melhor curta: “Dá Licença de Contar”, de Pedro Serrano

Melhor filme estrangeiro: “La Salada”, de Juan Martin Hsu

Prêmio do júri da crítica: “O Último Cine Drive-In”, de Iberê Carvalho

Longas brasileiros

Melhor Desenho de Som: “Ponto Zero”, de José Pedro Goulart

Melhor atriz coadjuvante: Fernanda Rocha, por “O Último Cine Drive-In”

Melhor Ator coadjuvante: Otavio Muller, por “Um Homem Só”

Melhor trilha musical: Alexandre Kassin, por “Ausência”

Melhor direção de arte: Maíra Carvalho, por “O Último Cine Drive-In”

Melhor montagem: Frederico Brioni, por “Ponto Zero”

Melhor fotografia: Adrian Tejido, por “Um Homem Só”

Melhor roteiro: Chico Teixeira, César Turim e Sabina Anzuategui, por “Ausência”

Melhor atriz: Mariana Ximenes por “Um Homem Só”