“Faustão sem freio”, Carol Nakamura tem retorno triunfal ao “Domingão”

O retorno triunfal de Carol Nakamura foi provavelmente o único resultado positivo do concurso que elegeu novas bailarinas para o programa do Faustão.

Depois de alguns meses afastada da atração, Carol voltou a ser presença garantida nos domingos do povo brasileiro. Inicialmente como madrinha de uma das equipes de postulantes ao corpo de balé. E agora em todo o esplendor de ser a assistente de palco sênior do "Domingão do Faustão". Um verdadeiro alento para esses tempos bicudos de crise.

O apresentador notabilizou-se por ser um grande colecionador de escadas – desde Renato Laranjeiras até Caçulinha, passando por uma infinidade de senhoras loiras lendo as ações comerciais do programa. Cada ocupante do cargo sempre precisou lidar com toda sorte de esculachos bem-humorados, normalmente sem conseguir responder na mesma moeda.

Com Carol Nakamura é diferente. Existe fricção real entre os dois. Ela não se deixa intimidar pelas palavras duras de Fausto Silva, tampouco costuma deixar barato com o apresentador ou os convidados. Sempre com um enigmático sorriso no rosto.

No último programa, depois de receber advertência do ator e cantor Arthur Aguiar por falar abertamente sobre um suposto beijo que ele teria dado na bailarina com quem compete na Dança dos Famosos, Carol ainda esperou o rapaz sair do ar para dar de ombros e dizer que "um beijo não se explica".

Faustão vai ao delírio. Se diverte com a falta de traquejo social da bela assistente, e aproveita para provocar, sempre tentando extrair alguma declaração absurda de Nakamura. Quase sempre consegue.

Ela funciona como uma espécie de "Faustão sem freio". Enquanto ele precisa manter a pose e elogiar, entender e exaltar os convidados, a assistente tem carta-branca para cometer a ousadia da sinceridade.

E é por isso que Carol Nakamura teve outra chance no programa, com ainda mais espaço do que antes. Existe química na interação entre Faustão e ela. O público de casa percebe – e Faustão provavelmente se diverte mais do que todos nós juntos.

Nos resta torcer para que a vida pessoal de Nakamura continue longe das manchetes dos sites de fofoca, para que sua errática simpatia continue ao lado de Fausto Silva nos domingos da família brasileira.

por

carol nakamuraO retorno triunfal de Carol Nakamura foi provavelmente o único resultado positivo do concurso que elegeu novas bailarinas para o programa do Faustão.

Depois de alguns meses afastada da atração, Carol voltou a ser presença garantida nos domingos do povo brasileiro. Inicialmente como madrinha de uma das equipes de postulantes ao corpo de balé. E agora em todo o esplendor de ser a assistente de palco sênior do “Domingão do Faustão”. Um verdadeiro alento para esses tempos bicudos de crise.

O apresentador notabilizou-se por ser um grande colecionador de escadas – desde Renato Laranjeiras até Caçulinha, passando por uma infinidade de senhoras loiras lendo as ações comerciais do programa. Cada ocupante do cargo sempre precisou lidar com toda sorte de esculachos bem-humorados, normalmente sem conseguir responder na mesma moeda.

Com Carol Nakamura é diferente. Existe fricção real entre os dois. Ela não se deixa intimidar pelas palavras duras de Fausto Silva, tampouco costuma deixar barato com o apresentador ou os convidados. Sempre com um enigmático sorriso no rosto.

No último programa, depois de receber advertência do ator e cantor Arthur Aguiar por falar abertamente sobre um suposto beijo que ele teria dado na bailarina com quem compete na Dança dos Famosos, Carol ainda esperou o rapaz sair do ar para dar de ombros e dizer que “um beijo não se explica”.

Faustão vai ao delírio. Se diverte com a falta de traquejo social da bela assistente, e aproveita para provocar, sempre tentando extrair alguma declaração absurda de Nakamura. Quase sempre consegue.

Ela funciona como uma espécie de “Faustão sem freio”. Enquanto ele precisa manter a pose e elogiar, entender e exaltar os convidados, a assistente tem carta-branca para cometer a ousadia da sinceridade.

E é por isso que Carol Nakamura teve outra chance no programa, com ainda mais espaço do que antes. Existe química na interação entre Faustão e ela. O público de casa percebe – e Faustão provavelmente se diverte mais do que todos nós juntos.

Nos resta torcer para que a vida pessoal de Nakamura continue longe das manchetes dos sites de fofoca, para que sua errática simpatia continue ao lado de Fausto Silva nos domingos da família brasileira.

Você também vai curtir