Adepta do bom senso, Gloria Pires afirma que sua maior vaidade é o trabalho

Arte UOL – Estevam Avellar/TV GloboGlória Pires, que vive a vilã Beatriz, não tem time. Em uma entrevista ao Esporte Espetacular, da TV Globo, brincou que, influenciada por amigos, já teve vários times diferentes, o que, segundo ela, é não ter nenhum time.

por

Adepta do bom senso, Gloria Pires afirma que sua maior vaidade é o trabalho

Glória Pires, que vive a vilã Beatriz, não tem time. Em uma entrevista ao Esporte Espetacular, da TV Globo, brincou que, influenciada por amigos, já teve vários times diferentes, o que, segundo ela, é não ter nenhum time.

No filme “Linda de Morrer”, que estreia no próximo dia 20, Gloria Pires vive uma famosa dermatologista que coloca a própria vida em risco ao usar sua nova descoberta, um remédio que promete a cura definitiva para a celulite. Na vida real, porém, a atriz é adepta do bom senso.

“É uma questão muito pessoal. Talvez por eu ter enfrentado doenças longas com meus pais tenha me alertado em relação à saúde. Sou vaidosa sim, mas não faço tudo. Ter passado minha adolescência em público me ajudou a aceitar que eu tinha limitações, me a judou a me aceitar”, contou a atriz, durante o lançamento do longa nesta terça-feira (11), no Rio.

Gloria, no ar como a Beatriz de “Babilônia”, diz ainda que demorou a cair a ficha de que deveria “correr atrás do tempo perdido”. “A gente trabalha muito, e a vida vai ficando pra trás. A gente precisa se exercitar todo dia, ter uma alimentação equilibrada, fazer check up. É como um relacionamento, demanda um investimento de tempo”, analisa.

No entanto, a atriz garante que sua maior vaidade é em relação ao seu ofício. “Como cresci trabalhando, quero sempre um bom resultado para o meu trabalho. É o que fica, o que todo mundo vai ver de mim”, diz.

Na história contada no longa, sua personagem morre e tem a chance de reencontrar a filha uma última vez. O filme todo é em tom de comédia, mas as cenas familiares, em que contracena com a filha Antonia Morais, emocionaram as atrizes. “Não tenho medo de morrer, mas tenho receio de deixar coisas inacabadas. Estou sempre falando ‘Eu te amo’, ‘Vocês são irmãos, têm que ser amigos’ toda vez que vou viajar”, brincou.

Você também vai curtir