Snoop Dogg diz que foi vítima de racismo em detenção na Suécia

por

Um vídeo publicado por snoopdogg (@snoopdogg) em

Snoop Dogg disse que foi vítima de racismo ao ser detido na Suécia no último sábado (25). O rapper se pronunciou sobre o caso em uma série de vídeos postados em seu Instagram. Ele foi detido sob suspeita de uso de drogas.

Em um deles, Snoop diz: “Estou na delegacia agora e eles estão fazendo um relatório sobre mim, por causa de discriminação, discriminação racial. Eles me arrancaram do meu carro, me trouxeram até aqui”. Ele finaliza dizendo que está bem, mas não pretende voltar ao país.

No último vídeo que postou, Snoop afirmou que a polícia não encontrou nada contra ele. “Eles me levaram para lá, me fizeram fazer xixi em um potinho. Eles não encontraram p*** nenhuma”, falou. Em seguida, ele ironizou: “É melhor ser revistado e não encontrarem nada do que não ser revistado. F****-se vocês”.

Antes, o rapper havia postado um vídeo que registra parte do momento de sua detenção e outros dois supostamente feitos no carro da polícia. Em um deles, o cantor se revolta. “Não fiz nada. Tudo o que fiz foi vir a esse país fazer um show. E agora estou sendo levado para a delegacia. Por nada”, disse.

No outro vídeo, Snoop pede desculpas aos fãs. “Desculpem, fãs da Suécia, mas nunca voltarei para cá. Vocês podem agradecer ao chefe de polícia de vocês”.

Anteriormente, a polícia já havia divulgado comunicado dizendo que havia detido o rapper pela suspeita de uso de drogas.  “A polícia, que estava fazendo um controle rodoviário, observou que Snoop Dog [que estava em um veículo] parecia estar sob a influência de narcóticos”, disse Daniel Nilsson, porta-voz da polícia de Uppsala (norte de Estocolmo).

Veja abaixo outros vídeos de Snoop Dogg sobre a detenção (em inglês):

 

Um vídeo publicado por snoopdogg (@snoopdogg) em


 

Um vídeo publicado por snoopdogg (@snoopdogg) em


 

Um vídeo publicado por snoopdogg (@snoopdogg) em


 

Um vídeo publicado por snoopdogg (@snoopdogg) em

Você também vai curtir