TOPO

15 anos de “Parachutes”: Relembre o disco de estreia do Coldplay

por Marta Lima / Publicado em sexta-feira, 10 jul 2015 17:00 PM / / 661 views

Coldplay

Há exatos 15 anos, a música era agraciada com o álbum de estreia de uma banda alternativa que prometia se estabelecer como um dos principais nomes da música britânica.

Formado por um quarteto de universitários despretensiosos – Chris Martin, Jonny Buckland, Guy Berryman e Will Champion – o Coldplay já estava em atividade há quatro anos quando finalmente lançou “Parachutes” e emplacou na parada da terra da rainha.

Os então garotos começaram a produzir o trabalho em 1999 com o produtor Chris Allison, cujos trabalhos renderam a faixa “High Speed“. No entanto, a parceria acabou sendo desfeita e Ken Nelson foi escalado para ajudá-los com o material, finalizando todo o disco. O produtor afirma que assim que ouviu a voz de Chris Martin na faixa “Bigger Stronger“, soube que estava diante de alguém especial.

Composto por dez faixas, o trabalho foi um sucesso logo de começo graças a singles como “Yellow” e “Trouble“, que o levaram rapidamente ao primeiro lugar no Reino Unido e em 51º na parada da Billboard, além de ter garantido à banda o Grammy de 2002 de Melhor Álbum Alternativo.

Coldplay

Shiver

O single que apresentou o disco ao mundo foi “Shiver“, composto dois anos antes de seu lançamento e supostamente um tributo à australiana Natalie Imbruglia, com quem Martin teria tido um relacionamento amoroso. No entanto, o músico nega essa história e diz que a inspiração veio num dia melancólico, quando achava que nunca encontraria a garota certa para sua vida.

O vídeoclipe foi dirigido pelo cineasta inglês Grant Gee e traz a banda performando a faixa em um estúdio branco. Uma curiosidade é que o globo terrestre dourado utilizado na capa do disco é o mesmo que aparece na produção, em cima de um dos amplificadores.

Yellow

Apesar do bom começou com “Shiver“, coube a “Yellow” catapultar o quarteto à fama. A segunda música de trabalho no Reino Unido e single de estreia no EUA foi composta no estúdio Rockfields, no país de Gales, depois de uma pausa da banda para admirar a noite estrelada, que acabou por inspirar Berryman a criar o verso “look at the stars”.

O videoclipe minimalista foi filmado na baía de Studland, no sudoeste da Inglaterra, em apenas uma tomada em câmera lenta, conseguindo captar o amanhecer. Até hoje a canção é uma das mais populares do Coldplay, graças às dezenas de versões e usos como trilha dos mais diversos tipos de propagandas.

Trouble

A terceira canção escolhida para divulgar o álbum foi “Trouble” e assim como sua antecessora também chegou ao Top 10 da parada britânica. De acordo com o vocalista, a inspiração para a composição veio ao avaliar seu próprio comportamento ao lidar com os colegas de banda.

“Aconteceram algumas coisas ruins na nossa banda. A canção é sobre se comportar mal perante alguém que você ama de verdade e eu certamente estava fazendo isso com alguns membros da banda”, declarou o músico.

Por conta da demora de mais de um ano entre o lançamento na Europa e nos EUA, a canção acabou ganhando dois vídeos. O original, dirigido por Sophie Muller, com Martin sendo feito de refém em um beco escuro e o segundo, do diretor Tim Hope, que segue a mesma temática do vídeo de “Don’t Panic“, que já havia sido divulgado no velho continente na ocasião.

Don’t Panic

Apesar de a gravadora e a própria banda acharem que o disco já estava saturado no Reino Unido, eles concordaram em divulgar mais uma música de trabalho em outros mercados da Europa e “Don’t Panic“, a favorita do público na ocasião, foi a escolhida. Na realidade, a música já era há muito tempo conhecida pelos fãs por ter sido apresentada nos primeiros shows do Coldplay em 1998, porém com o título de “Panic”.

O clipe foi filmado por Tim Hope e foi a primeira produção elaborada do quarteto. O vídeo se inicia com uma espécie de diagrama do ciclo da água na terra e mostra os integrantes como personagens bidimensionais, que acabam ficando à deriva num barco depois que o lugar inteiro é inundado.

Apesar de na ocasião acreditarem que seriam apenas mais uma banda de um sucesso só, o Coldplay provou o contrário para si mesmo com o disco “Parachutes“, que é até hoje um dos 20 álbuns mais vendidos de todos os tempos no Reino Unido. E graças ao talento e simplicidade da banda que perdurou pelos anos, também o primeiro da coleção de seis discos dos britãnicos que chegaram ao número um da parada.

Confira as letras, traduções e mais de Coldplay no Popzone!

|