TOPO

“Me tocaram e riram de mim”, diz Monique Evans ao falar de abuso sexual

por Redação / Publicado em sexta-feira, 19 jun 2015 14:59 PM / / 894 views
"Me tocaram e riram de mim", diz Monique Evans ao falar de abuso sexual
Monique Evans falou sobre temas polêmicos de sua vida durante entrevista

Monique Evans revelou ter sofrido abuso sexual quando tinha 14 anos, destacando ser algo que a marcou muito. “Não me lembro, porque deu um bloqueio. Fui convidada para almoçar na casa de uma amiga. Quando cheguei lá, estavam o namorado dela e um amigo. Aí eles aprontaram comigo. Eu era virgem”, contou durante entrevista ao apresentador Gugu Liberato, que foi ao ar na noite desta quarta-feira (17), na TV Record.

Prestes a completar 59 anos, a ex-modelo disse ter ficado bastante traumatizada. “Lembro que tinha um canivete envolvido, que jogaram minhas coisas pela janela. Me tocaram, riram de mim, e pensaram que eu fosse achar aquilo moderno, mas fiquei péssima”, ressaltou. Durante a entrevista, Monique Evans ainda comentou outro ponto delicado de sua vida: o tratamento de um câncer de pele, descoberto quando ela levou um ex-namorado para operar o nariz.
“Como tenho medo, brinquei com o médico, dizendo que, um dia, iria querer fazer lipo, mexer nisso e naquilo. Na hora, citei que também gostaria de retirar uma pinta do braço”, contou a ex-modelo. “Ele viu e quis retirar na hora. Falou que, se fosse melanoma, eu poderia morrer. Na biópsia, apareceu Melanoma Nível 4, que é um tipo de câncer de pele severo, o pior que tem”, explicou, antes de ressaltar que as pessoas não acreditam que ela sobreviveu.
“Continuei fazendo ginástica, trabalhando, sem ninguém saber. Pensava: se eu morrer agora, quem vai cuidar dos meus filhos? E eu venci esse melanoma”, afirmou. Segundo Monique, ela tinha a previsão de quatro anos de sobrevida. “Não fiz quimioterapia, nem nada. Não podia ficar careca, tinha que trabalhar e sustentar meus filhos”, afirmou.
Segundo a ex-modelo, atualmente ela possui uma cicatriz de cerca de 20 centímetros na parte de baixo do braço esquerdo, que lembra a de uma cesariana. “Teve que fazer um corte como se fosse um olho, bem profundo, para retirar todas as células problemática”, contou. Atualmente, ela faz exames de controle a cada seis meses.
Depressão
Durante a entrevista, Monique também reconheceu ter sido diagnosticada como portadora de Transtorno de Boderline, que é uma condição psicológica ligada ao fronteirismo, quando a pessoa fica aquém, ou vai além, do que a sociedade espera de um comportamento considerado normal. “Fiquei quatro anos sem namorar, sem dar beijo na boca, e nem sair de casa. Não queria acordar e tomar banho era difícil. Foi horrível, desagradável mesmo essa fase”, contou ela.
“Se estou muito alegre, isso significa, na verdade, que estou fingindo, trata-se de um personagem para esconder o que sinto. A Monique de verdade é essa que as pessoas estão vendo hoje em dia, mais calma, que não fala atropelado”, revelou. Monique Evans também contou ter sido internada duas vezes, sendo a primeira porque tentou se matar após tomar muitos compridos.
“Me levaram no hospital porque, já meio grogue, usei o Facebook para me despedir do meu irmão. Aí apareceram na minha casa e me socorreram”, explicou. Um ano depois, ela sentia-se mais sonolenta e sem vontade de fazer nada. “Pedi para ser internada justamente para voltar a ter rotina, acordar e almoçar no horário, tomar o remédio do jeito certo. Fiquei lá um tempo para isso, me obrigando a viver”.
“A Fazenda” polêmica

Orlando Oliveira/AgNews

"Me tocaram e riram de mim", diz Monique Evans ao falar de abuso sexual
Bárbara Evans encontra com a mãe na final do programa “A Fazenda”

No reality show “A Fazenda”, do qual a própria ex-modelo já tinha participado duas vezes. “Primeiro pelo trabalho. Depois, aquele clima bravo. Um querendo comer o outro. Fui sete ou oito vezes para a roça. No final, já colocava tudo no saco de lixo mesmo, não aguentava mais arrumar aquela mala”, contou, dando risada.

Segundo Monique, Bárbara fechou o contrato “nas suas costas”. “Ela sabia que eu estava traumatizada e viu como fiquei, minha depressão piorou muito quando saí do programa”, destacou. A ex-modelo se reconhece como uma supermãe, até demais, ressaltando que, com Armando — o filho mais velho –, foi mais fácil, sempre foi o primeiro aluno da classe, casou com a primeira namorada. Bárbara, no entanto, tem outro perfil. “Me sinto culpada de não acompanhar e já fiquei maluca com essas coisas. Graças a Deus ela já tem 24 anos, logo será mãe e vai me entender”, ressaltou.
Quando a filha caçula venceu o reality show “A Fazenda”, ela foi direto para São Paulo e, assim que aparece na casa de Monique, as duas tiveram uma grande briga. “Ela me informou que tinha contratado um empresário estilo desses ‘ex-BBBs’. Daí, você pega uma garota, que já era modelo e tem potencial, e pensa: tem que ser um mega empresário. Isso me revoltou muito, pois fiquei cuidando das coisas dela [enquanto Bárbara estava confinada no reality show] e depois ela nem veio me perguntar. Me senti muito mal”, contou, antes de afirmar que a filha nunca lhe prometeu parte do prêmio que ganhou por vencer o programa: “Ela é mão de vaca. Guarda tudo o que ganha para o futuro”.
Homossexualidade

"Me tocaram e riram de mim", diz Monique Evans ao falar de abuso sexual
Beijo entra Monique e Cacá no Carnaval serviu para acabar com especulações
Monique Evans surpreendeu os fãs ao assumir, no Carnaval deste ano, um namoro com a DJ Cacá Werneck, que também já participou de uma das edições de “A Fazenda”, só que na versão sem famosos. Segundo a ex-modelo, a amizade das duas começou via Facebook. ‘Ela mostrava cuidado, atenção e a fidelidade que nunca tive. Quando percebi, já estava com ciumes dela. Aos poucos, fomos ficando muito íntimas”, contou.
Segundo Monique, ela nunca encontrou este tipo de cumplicidade com os homens com quem namorou. “Sempre quis alguém que me levasse no colo, tomasse conta de mim. Como era muito independente, sempre deixavam essas questões na minha mão. Nunca ninguém cuidou de mim realmente, e ela está sendo essa pessoa que me leva no colo. Não tem explicação”, afirmou.
A notícia de que estava namorando uma mulher primeiro foi dada para a nora, que contou para o filho da ex-modelo. “Ele me deu o maior apoio e disse que me queria feliz”. Já Bárbara, segundo Monique, só de ver as fotos das duas já perguntava sobre Cacá. “Minha mãe também aceitou numa boa. Falei na mesma semana para todos e me assumi. Depois, demos aquele beijo no Carnaval para calar a impressa, que ficava me enchendo o saco”.
|

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *