TOPO

Deputado quer proibir “Game of Thrones” na Rússia e reclama de personagens

por Redação / Publicado em terça-feira, 16 jun 2015 18:14 PM / / 575 views

enhanced-15121-1391537014-22

O deputado russo Vitaly Milonov recorreu ao pedido de proibição da série de televisão “Game of Thrones” na Rússia, como parte de um regime destinado a defender “valores tradicionais”.

De acordo com o The Hollywood Reporter, o político, que é conhecido por suas iniciativas contra propagandas com gay e também à programação ocidental, apresentou ao Ministério da Cultura do país uma proposta de um regime de “defesa do espaço de informação do país”. Milonov citou “Game of Thrones” como um exemplo de conteúdos nocivos que não deveria estar disponível na Rússia.

“Um em cada dez personagens [da série] é um pervertido sexual”, disse Milonov ao diário russo Izvestia.

“Por meio de tais obras e sua popularização, uma nova matriz está sendo inserida em nossa consciência, propondo que essas coisas são normais”, completou.

O deputado diz que cada obra de arte produzida no Ocidente visa destruir os valores tradicionais da Rússia.

A lei nacional “contra a propaganda gay entre os menores”, aprovada há dois anos e vista por muitos como uma ofensiva contra a comunidade gay russa, foi uma das conquistas de Vitaly Milonov.

Recorde de audiência

“Game of Thrones” bateu seu recorde de audiência com o final da quinta temporada, que foi ao ar no último domingo (14) – e, como se não fosse suficiente, superou também seu recorde de pirataria.

Com um fim chocante, que causou comoção entre os fãs, o episódio foi visto por 8,1 milhões de pessoas nos Estados Unidos, de acordo com dados da consultoria Nielsen divulgados pela revista “Variety”. E ele foi baixado 1,5 milhões de vezes em oito horas, segundo o site TorrentFreak.

|

Comentários no Facebook