TOPO

Babilônia – Ator Claudio Lins interpretará o homossexual Sérgio

por Redação / Publicado em sábado, 06 jun 2015 10:13 AM / / 201 views
  • Reprodução/Facebook

    Babilônia

    Ator Claudio Lins interpretará o homossexual Sérgio em “Babilônia”, novela das nove da Globo

Afastado da Globo desde 2002 (“Sabor da Paixão”), Claudio Lins estreará em “Babilônia” nos próximos capítulos como Sérgio, um homem de negócios, irmão de Carlos Alberto (Marcos Pasquim) e se envolverá com o professor de slackline Ivan (Marcello Melo Jr.).

Lins foi escalado para “substituir” Marcos Pasquim, já que Carlos Alberto seria um homossexual, mas teve sua história alterada após uma pesquisa realizada por um grupo de discussão de dramaturgia da Globo em São Paulo. “Elas [mulheres] tinham tesão pelo Pasquim e lamentaram o fato de ele ser gay na novela. Fiquei com pena das mulheres e botei ele para ser hétero”, explicou Gilberto Braga em entrevista ao jornal “O Globo”.

Em entrevista ao Popzone, o ator lamentou a mudança no roteiro dizendo que a transformação do personagem de Pasquim em heterossexual desperdiçou a oportunidade de os telespectadores se surpreenderem com uma atuação improvável do galã.

“É uma pena, porque assim como aquele vilão que não tem cara de vilão, acho instigante você ter um gay que você olha e fala: ‘Nossa, que ‘latin lover’. O mais surpreendente seria isso. O rapaz que não tem cara, que é o galã, ser gay. É uma pena que o grupo de discussão não tenha percebido isso, tenha ficado preso… por outro lado, que bom, porque aí me chamaram [risos]”, opinou o ator. Ele acredita que o público o veja como um mocinho mais usual, por isso o choque possa ser menor em relação ao colega de trabalho, considerado um “sex symbol” masculino.

“Eu e o Pasquim temos perfis diferentes frente ao público, apesar de a gente ocupar mais ou menos a mesma função nas histórias. Acho que a construção da carreira dele com as pessoas tenha sido diferente em relação a minha. Talvez eu seja um galã mais humano. Não sou o bonitão, fortão, nunca fiz esses tipos. Sempre fui o mocinho humano, rosto e corpo comuns. Acho que as pessoas me veem como um galã comum [risos]”, analisou Lins.

Ciente das polêmicas — debate sobre a homofobia, violência, prostituição — que envolvem o folhetim das nove, Claudio afirma não temer rejeição dos telespectadores. Esse não é o primeiro papel gay na carreira do ator, no filme “Teu Olhos Meus” (2011) e na série “Questão de Família”, do canal GNT, ele também fez personagens homossexuais.

Não sou o bonitão, fortão, nunca fiz esses tipos. Sempre fui o mocinho humano, rosto e corpo comuns. Acho que as pessoas me veem como um galã comum Claudio Lins sobre personagem homossexual em “Babilônia”

Babilônia

“Depende do que virá, de como o personagem será, ainda tenho poucas informações. Mas não tenho medo. Acredito que se não tivéssemos internet, essa polêmica seria do tamanho que costumava ter no passado ou até menor. Boa parcela da população brasileira evoluiu em relação a essa questão [homossexualidade], mas a internet faz as coisas aumentarem muito. Quem vai para web não é para falar bem, mas para falar mal. Lá é um bom escoador de demônios”, disse o ator, que não vê problema em um beijo em cena.

Além da novela, o filho da atriz Lucinha Lins e do cantor Ivan Lins também está produzindo e compondo canções para o musical “O Beijo no Asfalto”, de Nelson Rodrigues, que deve estrear em outubro no Rio de Janeiro.

Fica a dica: paulistanos dizem o que mudariam para “salvar” Babilônia

|

Comentários no Facebook