TOPO
Sem categoria

“Avatar” 2 deve estrear só em 2017; “Cameron tem seu ritmo”, diz CEO da Fox

por Bibi Toledo / Publicado em sexta-feira, 12 jun 2015 10:04 AM / / 601 views
  • Reprodução

    "Avatar" 2 deve estrear só em 2017; "Cameron tem seu ritmo", diz CEO da Fox

    Cena de “Avatar”, que lidera ranking mundial de bilheteria, com R$ 8,6 bi desde 2009

A primeira sequência de “Avatar”, que lidera o ranking mundial de bilheteria de todos os tempos (com US$ 2,79 bilhões, ou R$ 8,7 bilhões, arrecadados desde 2009), deve demorar pelo menos um ano a mais que o previsto, segundo o CEO da divisão de entretenimento da Fox, Jim Gianopulos. Planejado inicialmente para 2016, o novo longa sobre os humanoides azuis do povo Na’vi, nativos do mundo fictício de Pandora, deve chegar aos cinemas apenas no fim de 2017, durante as férias de Natal.

“[O diretor] Jim Cameron tem seu próprio ritmo”, disse Gianopulos na última quinta-feira (11), durante conferência de cinema em Nova York.

O executivo da Fox afirmou, ainda, que visitou há dois meses os escritórios de Cameron na Nova Zelândia. “Há um quarto coberto do chão ao teto com imagens, personagens, mundos, cenários. É a coisa mais incrível e de tirar o fôlego que já se viu. O desafio dele agora é pôr tudo isso no filme”, destacou Gianopulos.

Outras duas sequências de “Avatar” estão previstas para 2018 e 2019.

A primeira sequência de “Avatar”, que lidera o ranking mundial de bilheteria de todos os tempos (com US$ 2,79 bilhões, ou R$ 8,6 bilhões, arrecadados desde 2009), deve demorar pelo menos um ano a mais que o previsto, segundo o CEO da divisão de entretenimento da Fox, Jim Gianopulos. Planejado inicialmente para 2016, o novo longa sobre os humanoides azuis do povo Na’vi, nativos gigantes do mundo fictício de Pandora, deve chegar aos cinemas apenas no fim de 2017, durante as férias de Natal.

“[O diretor] Jim Cameron tem seu próprio ritmo”, disse Gianopulos na última quinta-feira (11), durante conferência de cinema em Nova York.

Outras duas sequências de “Avatar” estão previstas para 2018 e 2019.

O executivo da Fox afirmou, ainda, que visitou há dois meses os escritórios de Cameron na Nova Zelândia. “Há um quarto coberto do chão ao teto com imagens, personagens, mundos, cenários. É a coisa mais incrível e de tirar o fôlego que já se viu. O desafio dele agora é pôr tudo isso no filme”, destacou Gianopulos.

O primeiro longa de “Avatar” foi uma grande aposta da Fox, com um custo total de produção de US$ 237 milhões (R$ 735,9 milhões). O filme teve boa parte gravada em cromaquis (telas de fundo verde) e foi um dos primeiros grandes investimentos em live-action (com atores reais, e não animações) em 3D.

De acordo com Gianopulos, a “lábia” de Cameron deixou os executivos da Fox perplexos e muito animados na época. “No primeiro filme, ele criou uma tecnologia que estava muito à frente do seu tempo. Claro que agora ele já superou isso, todas as peças estão no lugar. A história está sendo finalizada”, declarou o CEO da Fox.

Na última quinta-feira, o empresário australiano Rupert Murdoch passou o controle da empresa-mãe da 21st Century Fox para seus filhos, James e Lachlan.

Recordistas de bilheteria

Depois de “Avatar”, o segundo recorde mundial de bilheteria também pertence a Cameron, com Titanic, que arrecadou em todo o mundo US$ 2,19 bilhões (R$ 6,7 bilhões) desde que foi lançado, em 1997.

No terceiro lugar, aparece “Vingadores” (2012), de Joss Whedon, com bilheteria total US$ 1,51 bilhão (R$ 4,6 bilhões). Na quarta posição, aparece “Velozes e Furiosos 7”, que estreou no início de abril, com arrecadação global de US$ 1,5 bilhão (R$ 4,6 bilhões).

Na quinta colocação, está “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”, a última parte da saga, com US$ 1,34 bilhão (R$ 4,19 bilhões). E o sexto lugar é ocupado pelo blockbuster “Vingadores: Era de Ultron”, lançado em 22 de abril pela Marvel Studios. O filme já arrecadou mais de US$ 1,32 bilhão (R$ 4 bilhões) em bilheteria ao redor do mundo. Em pouco mais de 20 dias em cartaz, a produção já havia batido a marca de US$ 1 bilhão(R$ 3,1 bilhões).

Atualmente, o número de produções que já arrecadaram mundialmente mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,1 bilhões) nos cinemas subiu para 21.

|

Comentários no Facebook