Após proibição, “Fantástico” exibe matéria depois do “Domingo Espetacular”

Reprodução/TV GloboApós proibição de juíza, Globo exibe matéria sobre assassinato do diretor comercial Luiz Eduardo de Almeida Barreto com uma semana de atraso

por
  • Reprodução/TV Globo

    Após proibição, "Fantástico" exibe matéria depois do "Domingo Espetacular"

    Após proibição de juíza, Globo exibe matéria sobre assassinato do diretor comercial Luiz Eduardo de Almeida Barreto com uma semana de atraso

O “Fantástico” conseguiu uma liminar para exibir na edição deste domingo (21) a reportagem sobre o assassinato do diretor comercial Luiz Eduardo de Almeida Barreto. Ela tinha sido anunciada para ir ao ar no domingo anterior (14) mas, na ocasião, uma decisão da juíza Maria Domitilla Prado Mansur Domingos, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, proibiu a Globo de mostrar as declarações de Marcos Fábio Zeitunsian, o mandante do assassinato –  junto com a amante, mulher da vítima – ditas à polícia confessando o crime.

Por conta disso, o “Domingo Espetacular”, da Record, saiu na frente e exibiu uma longa reportagem sobre o caso mais cedo, incluindo o depoimento dele e da amante, a professora Eliana Freitas Barreto à polícia e material inédito.

No “Fantástico”, Polianna Abritta e Tadeu Schmidt comentaram, em nome da TV Globo, que consideraram o veto uma censura antes de exibir a reportagem sobre a esposa que planejou o assassinato do marido junto com o amante.

O programa da Globo tinha anunciado na semana passada que o vídeo do depoimento da confissão do mandante do crime era exclusivo. A Record, no entanto, exibiu a mesma confissão, só que de um ângulo diferente.

Você também vai curtir