TOPO
Sem categoria

“Velozes & Furiosos 7” e “Vingadores: Era de Ultron” dividem atenções em 2015

por Bibi Toledo / Publicado em sábado, 09 maio 2015 06:06 AM / / 972 views
  • Divulgação/MontagemVingadores: Era de Ultron

    “Velozes & Furiosos 7” e “Vingadores: Era de Ultron” dividem atenções em 2015

“Vingadores: Era de Ultron” chegou aos cinemas mundiais fazendo muito barulho. Mas ainda não alcançou os números impressionantes de “Velozes & Furiosos 7”. Parece ser questão de tempo, mas é uma guerra pela atenção e pelo bolso do público como há muito não se via. Afinal, o que aproxima os dois filmes? E o que os deixa mais e mais afastados?

O TIME

“Vingadores”: Um deus nórdico, um supersoldado, uma espiã russa, um playboy (bilionário, filantropo, gênio), um assassino treinado, um cientista com problemas de temperamento…. Parece diverso, mas são quase todos “made in USA”.

“Velozes”: Vin Diesel, Paul Walker e uma coleção multiétnica de atores e atrizes, astros consagrados e estreantes cheios de vontade. Diversidade realmente é o segundo nome da série desde sua concepção.

A TRAMA

“Vingadores”: Ultron, inteligência artificial criada por Tony Stark, decide que a Terra fica melhor sem humanos. Os Vingadores meio que discordam…

“Velozes”: Vai saber, mas envolve um software qualquer e uma desculpa para viajar pelo mundo.

OS GRANDES ASTROS

Reprodução

Vingadores: Era de Ultron

Chris Evans e Chris Hemsworth como o Capitão América e Thor

“Vingadores”: Claro, Chris Hemsworth e Chris Evans estão cada vez mais sólidos em seus papéis de astros do cinema. Scarlett Johansson é, ao lado de Angelina Jolie e Jennifer Lawrence, uma das poucas atrizes hoje em dia capazes de segurar um filme só com seu calibre. Mas Robert Downey Jr. ainda é o ator mais bem pago do mundo moderno, embolsando cerca de US$ 75 milhões entre junho de 2012 e junho de 2013. Nada mal, não? Pois Samuel L. Jackson (presente em quase todos os filmes da Marvel desde “Homem de Ferro”, de 2008) adicionaria que seus filmes (que também somam os prequels de “Star Wars” e um ou outro de Quentin Tarantino) somam absurdos US$ 4,3 bilhões (!!)

Divulgação

Vingadores: Era de Ultron

Vin Diesel em cena de “Velozes & Furiosos”

“Velozes”: Vin Diesel e Dwayne Johnson têm a força em “Velozes”. Ou quase. A verdade é que Diesel, que começou da melhor forma possível, em “O Resgate do Soldado Ryan”, que Steven Spielberg dirigiu em 1998, só teve sucesso de verdade liderando o time de “Velozes & Furiosos”. “XXX” foi um começo de franquia interrompido (diz ele que ainda veremos mais do audaz Xander Cage), e “Riddick”, já uma trilogia, agrada somente aos entusiastas de boas ficções científicas. Mais sorte tem Dwayne Johnson, um verdadeiro anabolizante de séries cinematográficas, de “Jornada 2” (US$ 335 milhões em todo o mundo) ao segundo “G.I. Joe” (US$ 375 milhões). Mas falta muito feijão à dupla pra encostar no “Homem de Ferro”.

OS OSCARIZADOS

“Vingadores”: São dez indicações, divididas entre Robert Downey Jr., Mark Ruffalo, Jeremy Renner, Samuel L. Jackson, Don Cheadle e Julie Delpy. Ninguém levou o careca dourado. Ainda.

“Velozes”: Djimon Hounsou foi indicado! Duas vezes! Viva!

O DIRETOR

“Vingadores”: Joss Whedon, 51 anos, criador de “Buffy, a Caça-Vampiros”, da série cult “Firefly”; diretor de “Serenity” (que quase ninguém assistiu) e “Os Vingadores” (que o mundo e seu vizinho assistiram).

“Velozes”: James Wan, 38 anos, diretor de “Jogos Mortais”, “Sobrenatural” e “Invocação do Mal”. Quem diria que ele tinha uma mão boa para ação?

A AÇÃO

Reprodução

Vingadores: Era de Ultron

Imagem do trailer do novo “Vingadores”

“Vingadores”: Não é tão clara como no filme de 2012, mas continua integrada à narrativa. Às vezes muitos elementos em cena deixam confuso entender o que estea acontecendo —o que é compensado pela excelente coreografia da coisa, mostrando os Vingadores agindo azeitados como um time de verdade, um apoiando o outro. Uma plano-sequência no começo e uma tomada em câmera lenta no clímax são de encher os olhos!

Reprodução

Vingadores: Era de Ultron

Paul Walker em cena de “Velozes 7”

“Velozes”: Mais rápido, mais intenso, menos leis da física. A cada novo filme da série, a equipe de produção bola sequências absurdas, mas o carrão passando de prédio em prédio em Abu Dhabi é difícil ser superado e… ops! Ele já foi, pela perseguição carros + helicópero nas ruas/céus de Los Angeles. Nada ajuda exatamente a empurrar a trama, mas tá valendo.
A LUTA

“Vingadores”: Hulk vs. Hulkbuster (armadura maior do Homem de Ferro), não tem nem o que dizer.

“Velozes”: Jason Statham e Dwayne Johnson, os socos estremecem o cinema.

A DESTRUIÇÃO

“Vingadores”: Desta vez o alvo não é Nova York, mas uma cidade/país fictício e minúsculo no meio da Europa.

O bacana mesmo é o Hulk e o Homem de Ferro, em uma armadura titânica, saindo no braço e deixando um rastro de destruição em Joanesburgo. Mas tudo em nome da narrativa!

“Velozes”: Começa por um hospital em pedaços, passa pela explosão da sede do FBI, um par de prédios em Abu Dhabi vai precisar de pintura, e Los Angeles sai quase ilesa do ataque final —à exceção de um edifício garagem, que deixou muitos carros caros vitimados por sua demolição. Mas não tem Hulk…..

O UNIVERSO

“Vingadores”: O universo cinematográfico Marvel é uma realidade e uma aposta sem precedentes que deu certo. “Era de Ultron” é seu 11o filme, com mais um este ano (“Homem-Formiga”), dois anos que vem (“Capitão América: Guerra Civil” e “Dr. Estranho”) e mais outros tantos até 2019 —sem contar séries de TV, em especial as do Netflix, como o sucesso “Demolidor”.

Divulgação

Vingadores: Era de Ultron

Capitão América, agora o líder da equipe em “Vingadores: Era de Ultron”

“Velozes”: No universo de “Velozes & Furiosos”, as leis da física não são observadas…

CONTINUAÇÃO DE…

“Vingadores”: Não é exatamente uma continuação de um filme específico, mas de eventos que, nos últimos anos, resvalaram em “Homem de Ferro 3”, “Thor: O Mundo Sombrio” e “Capitão América: O Soldado Invernal”. É como literatura seriada, só que em escala gigante. E vai começar a complicar para quem ver um dos próximos filmes sem passar os olhos em tudo que aconteceu antes em outros.

“Velozes”: O sétimo filme da série segue uma linha narrativa mais ou menos coesa, iniciada no quinto (o do Rio de Janeiro). Curiosamente, o terceiro, “Desafio em Tóquio”, encaixa-se cronologicamente entre o sexo e o sétimo. É, também não entendemos direito…. Mas tem carros, tem explosões, tem muita ação e tem a frase “não tenho amigos, tenho família” repetida uma dúzia de vezes. O oitavo já está agendado para 14 de abril de 2017.

Divulgação

Vingadores: Era de Ultron

Vin Diesel e Jason Statham se encaram em cena de “Velozes e Furiosos 7”

A LINHA CRUZADA

“Vingadores”: infelizmente, ninguém por aqui foi veloz ou furioso…

“Velozes”: Vin Diesel é…. Groot!

O ORÇAMENTO

“Vingadores”: US$ 250 milhões

“Velozes”: US$ 190 milhões

A BILHETERIA (até o momento…)

“Vingadores”: US$ 644 milhões (em duas semanas)

“Velozes”: US$ 1,4 bilhão (em cerca de um mês)

|

Comentários no Facebook