TOPO

Os Dez Mandamentos – Enfurecido, Num confessa que armou para embriagar Apuki no dia da visita do faraó

por Redação / Publicado em quinta-feira, 07 maio 2015 21:41 PM / / 548 views

logo2

Em cenas divulgadas pela TV Record, Num (Licurgo Spinola), enfurecido com os maus tratos recebidos pelo feitor Apuki (Heitor Martinez), confessa que foi ele quem armou o plano para embriaga-lo no dia da visita do faraó às obras. O rei ficou tão furioso com a cena de seu feitor completamente bêbado que ordenou que ele fosse punido com chicotadas.

Isso gerou uma grande revolta em Apuki, que ficou envergonhado diante dos escravos. Tomado de raiva, Apuki resolve matar o escravo e, com a ajuda de dois oficiais, o apunhala. Ao ver o sofrimento da esposa de Num com a morte do marido e do grande amigo, Arão anda pela rua desorientado. Ele olha para o céu em busca de uma resposta para tanto sofrimento de seu povo.

Arão cai de joelhos e começa a rasgar suas vetes. Não se trata de uma ação descontrolada. Ele a executa com gestos firmes e pausados das duas mãos, seguindo um antigo ritual do povo hebreu em sinal de luto. Em seguida ele colhe terra do chão fazendo-a cair sobre si e esfregando-a na cabeça, no rosto e peito. As cenas vão ao ar neste quinta-feira (7)

De acordo com a pesquisadora Irene Bosisio, o ritual era exatamente esse. Em caso de luto por alguém da família, alguém próximo, eles caiam de joelhos, choravam, rasgavam as vestes e jogavam terra em suas cabeças.

Petrônio Gontijo disse que se dedicou totalmente às cenas. “Tentei trabalhar como o personagem faria tal ritual: um escravo sentindo-se culpado pela morte do melhor amigo. O clima foi de silêncio total na cidade cenográfica e tive apoio absoluto dos câmeras da novela pra conduzir esse ato, além, claro, da entrega da Gabriela Durlo, Paulo Gorgulho e Felipe Cardoso. Espero que o resultado seja bacana, pois estávamos bastante unidos”, declarou.

|