TOPO

Novo “Zorra” não será o “Tá no Ar”

por Redação / Publicado em domingo, 10 maio 2015 01:14 AM / / 708 views
  • Divulgação/TV Globo/ZorraDiretor diz que novo "Zorra" não pretende copiar "Tá no Ar"

    Mauricio Farias assumiu o “Zorra” em junho de 2014

Com parte da equipe em comum, o novo “Zorra” não será um programa parecido com o “Tá no Ar”, segundo o diretor de ambas as atrações da Rede Globo, Maurício Farias. Depois de 11 meses de reformulação, ele promete um humorístico com “esquetes rápidas, piadas visuais e uma pegada mais cotidiana” a partir da noite deste sábado (9).

“O ‘Tá no Ar’, programa criado por Marcelo Adnet e Marcius Melhem, que assumiu a redação final do “Zorra”, é específico sobre televisão e o ‘Zorra’ é um programa específico de esquetes. Muitas coisas que nós fizemos em uma atração não podemos fazer na outra e vice-versa. Quando pegamos essa missão da Globo de reformulação, viemos com disposição de não transformar o ‘Zorra’ em um ‘Tá no Ar’. É natural que um programa converse com outro, porque são os mesmos autores, o mesmo diretor, a mesma equipe e têm elementos que combinam e refletem o nosso olhar”, explicou ao Popzone durante o lançamento da nova atração.

Com a reformulação, ele espera agradar o público fiel do “Zorra” e atrair novos telespectadores. “Resgatamos coisas que fazem parte da tradição brasileira de humor, como os quadros curtos. O ‘Zorra’ é um programa de esquetes rápidas, piadas visuais e com uma pegada mais cotidiana. É um programa que conversa com o público de hoje e ao mesmo tempo com o que a gente conhece há 50 anos na Globo”.

Diretor diz que novo "Zorra" não pretende copiar "Tá no Ar"
Maurício Farias e Marcius Melhem são parceiros no “Zorra” e “Tá no Ar”

Depois de 15 anos sob o comando de Maurício Sherman, o “Zorra” passou para o núcleo de Maurício Farias em junho de 2014. Um dos maiores desafios dos últimos meses, segundo o diretor, foi a escolha do elenco, que terá 45 atores, entre remanescentes do extinto modelo – casos de Fabiana Karla, Nelson Feitas, Talita Carauta, Rodrigo Sant’Anna e Mariana Santos, e os novos artistas, com destaque especial para a ex-“CQC”, Dani Calabresa. Vários tipos serão interpretados por ela, desde a mãe de um menino tarado a uma policial da lei seca, ou a dona de uma cantina e a mulher de um delegado.

“Não foi um desafio imposto pela Globo, mas eu desejo meu e do Marcius Melhem de trabalhar com esse grupo, onde a maioria já estava, e trazer para eles as coisas que pertence ao gênero do programa de esquete. E isso de uma maneira que todo mundo se sentisse dono e a vontade dentro do ‘Zorra’. Acredito que em qualquer trabalho isso seja fundamental, a pessoa estar feliz fazendo aquilo e isso dá para sentir. Felizmente, esse desafio foi vencido e agora o próximo é conquistar o publico”, declarou.
A cada episódio, serão 20 esquetes de humor, com 3 minutos de duração. Outra novidade é que além de cenas gravadas em estúdio, o “Zorra” também terá gravações externas. Celso Taddei e Gabriela Amaral dividem a redação final com Melhem.
|

Comentários no Facebook