TOPO

Músico que trabalha como feirante aproveita “I Love Paraisópolis” para emplacar música

por Redação / Publicado em domingo, 17 maio 2015 23:10 PM / / 999 views
I Love Paraisópolis
Há 10 anos, músico Victor Kreutz, 21 anos, trabalha como feirante vendendo pastel na barraca dos pais em Paraisópolis

Com o desejo de seguir na carreira musical, o feirante Victor Kreutz, 21 anos, aproveitou que Paraisópolis se transformou em estúdio de gravação da nova novela das sete “I Love Paraisópolis”, para emplacar uma música sua e conseguiu. “A cor do Brasil” foi escolhida como tema de abertura da trama que estreou nesta segunda-feira (11).

“A comunidade e o preconceito existente de uma maneira geral [na sociedade] foram os principais focos de inspiração para composição. Moro no Campo Limpo (Zona Sul de São Paulo), bem perto de Paraisópolis, mas faço de lá [comunidade] minha segunda casa”, contou o músico que há dez anos frequenta o local para vender os pastéis da barraca Itiban, pertencente a sua família.

Em um primeiro momento, o feirante tentou ser figurante — a emissora chegou a recrutar cerca de 50 pessoas do local –, mas não teve sucesso frente às câmeras. Insistente, falou de sua canção e após três etapas conseguiu viajar para o Rio de Janeiro para gravá-la. “É muito bom ser reconhecido. Queria ter a música na novela, mas não esperava que fosse a abertura”, afirmou ele, que tem sido assediado pelas garotas. “Elas dizem que canto muito bem, que sou bonito, pedem um pastel de carne, de queijo… Já troquei WhatsApp com algumas”, disse aos risos.

Com influências de Milton Nascimento, Ana Carolina, Adriana Calcanhotto, Djavan e Florence and The Machine, Victor pretende investir o cachê (mais de R$ 2 mil) em sua carreira musical. “Espero conseguir outras trilhas em novelas, filmes, lançar um álbum, fazer shows. Me considero um cara da nova MPB, com uma [pegada] mais moderna”, concluiu ele, que ainda não recebeu todo dinheiro e deve lucrar com direitos autorais e vendas do disco da trama.

Reprodução/Facebook/VictorKreutz

I Love Paraisópolis

O músico Victor Kreutz e o mecânico e artista plástico Antônio Ednaldo da Silva, o Berbella, responsáveis pela música de abertura de “I love Paraisópolis”, novela das sete da Globo

I Love Paraisópolis

Morador antigo de Paraisópolis, o mecânico Antônio Ednaldo da Silva, 51, conhecido como Berbela, também conseguiu um espaço na trilha de abertura para divulgar as esculturas que faz com restos de artigos automotivos. Como o violino, as bailarinas e o avião que aparecem no vídeo.

Berbella utiliza o mesmo espaço onde trabalha consertando motos e carros para reciclar materiais e criar suas peças de arte. Isso, no entanto, tem gerado certo desconforto entre o locador e o mecânico. “Queria um espaço público para ensinar as crianças e os adultos a reciclarem. Se tivesse esse espaço, poderia ajudar as mães que têm que trabalhar e precisam deixar os filhos em casa. Poderia tirar as crianças das ruas, das drogas”, afirma ele, que possui mais de mil criações no local.

|

Comentários no Facebook