TOPO

Léa Garcia defende-se após agredir atriz: “Me senti muito desrespeitada”

por Bibi Toledo / Publicado em sexta-feira, 01 maio 2015 00:00 AM / / 655 views
  • Reprodução/Facebook

    Léa Garcia defende-se após agredir atriz: "Me senti muito desrespeitada"

    Léa Garcia é acusada de dar um tapa no rosto da atriz piauiense Gigi Brandão

Uma confusão envolvendo a atriz Léa Garcia, 82 anos, acabou na delegacia na semana retrasada. A atriz, que é diretora artística do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio (Sated), teria avisado à também atriz Gigi Brandão, 42, que não teria mais vaga para ela participar do ciclo de leituras dramatizadas que aconteceria no local.

As duas teriam começado a discutir depois que Gigi disse que foi convidada pelo diretor Delcio Marinho a participar da leitura dele de título e Léa disse que não haveria mais vagas. No hall do edifício, localizado no Centro do Rio de Janeiro, Léa teria dado um tapa no rosto de Gigi.

“Ela quis me desautorizar, provar que ia fazer uma bagunça. Enquanto uma mulher, atriz, professora, idosa, me senti muito desrespeitada. Ela levantou o dedo pra mim e quando levantei a mão para abaixar, acabou batendo no rosto dela”, justificou Léa em reportagem no site UOL.

Gigi acusa a atriz de estar mentindo e diz que foi intimidada a não chamar a polícia no momento da confusão.

“O coordenador Carlos Conceição ao me ver ligando pra polícia me ameaçou e me intimidou dizendo que ia divulgar vídeos e colocar pessoas falando mal de minha pessoa pra ‘queimar’ minha reputação”, contou a atriz piauiense.

“Ela tem a ousadia de querer se passar por vítima. Só porque é diretora artística do Sated e é idosa pensa que pode meter a mão na minha cara. Quero ver ela meter o tapa na Luana Piovani”, contou a atriz.

Além de chamar a polícia, Gigi Brandão contou que fez registro de ocorrência, exame de corpo delito e foi atendida no hospital Souza Aguiar.

“Fui examinada pelo buco maxilo facial porque tenho deslocamento de mandíbula”.

Por telefone, Léa contou que está abalada com toda a confusão e que não pretende mais comentar o assunto.

“Ela é completamente descontrolada, nunca tive um caso como esse na minha vida, tenho uma carreira a ser respeitada. Fui abaixar a mão da menina, que estava com o dedo levantado, e acabei batendo na cara dela. Sou mãe, avó, bisavó, foi um desrespeito”.

|

Comentários no Facebook