TOPO

Justiça dispensa processo de coreógrafo que acusa Michael Jackson de abuso

por Redação / Publicado em quinta-feira, 28 maio 2015 10:51 AM / / 577 views

A Justiça norte-americana dispensou um processo movido por um coreógrafo contra o espólio de Michael Jackson, que morreu em 2009. Segundo decisão de um juiz de Los Angeles, Wade Robson, 32, não pode dar continuidade às acusações de abuso sexual infantil contra o cantor, uma vez que elas demoraram muito tempo a serem feitas.

A decisão foi tomada pelo juiz Mitchell Beckloff na última terça-feira (27), mudando os rumos do processo que corria desde 2013. Ao site E! Online, o advogado de Robson, Maryan Marzano, afirmou que seu cliente vai recorrer da decisão e tentará dar continuidade às acusações contra Jackson entrando com ações contra as empresas do Rei do Pop.

Robson alega que foi vítima de abusos sexuais da parte de Jackson no período entre seus sete e 14 anos, e que o cantor o manipulou para que ficasse em silêncio. Anteriormente, Robson negou que Jackson tivesse abusado dele – e até testemunhou a favor do artista durante um julgamento em 2005. O coreógrafo disse que só se recordou dos abusos em 2012, durante uma sessão de terapia.

Advogado do espólio de Jackson, Howard Weitzman relembrou o testemunho de Robson ao comentar a nova decisão judicial do caso. “O Sr. Robson testemunhou sob juramento, perante um tribunal, que Michael nunca fez nada inapropriado com ele. O espólio acredita que o testemunho dele foi honesto”, afirmou ao site My News L.A.. A advogada de Robson, porém, diz que Robson não entrou com ação antes por conta do trauma psicológico que sofreu por conta dos abusos.

|