Festival estaria impedindo mulheres sem salto de cruzar o tapete vermelho

por

cannes-film-festival

O Festival de Cannes continua sendo alvo de polêmica por supostamente estar proibindo mulheres sem salto de cruzar o tapete vermelho do evento. De acordo com a “BBC”, a produtora de cinema Valeria Richter, que tem seu dedão e parte do se pé esquerdo amputados, foi proibida de entrar do evento por não estar usando salto alto.

“Eles apontaram o dedo para meu sapato, e, em seguida, fizeram um sinal de não para mim. Ficou muito claro que meu sapato foi um problema. Obviamente, eu poderia mostrar o meu pé para eles, o que tornaria a situação estranha, porque eu tinha uma explicação visível para não usar saltos”, disse Richter à BBC.

Na última terça-feira (20), o diretor Asif Kapadia, que exibiu seu documentário sobre Amy Winehouse durante o festival, disse no Twitter que sua mulher recebeu tratamento semelhante, mas acabou entrando após conversar com os seguranças.

Entretanto, o diretor artístico do festival, Thierry Frémaux, desmentiu a suposta proibição em seu perfil no Twiiter.

“O rumor segundo o qual o Festival de Cannes exige salto alto para as mulheres é infundado”, escreveu Thierry.

O tema invadiu inclusive uma coletiva de imprensa do elenco do filme “Sicario”, do diretor canadense Denis Villeneuve, com Emily Blunt, Benicio del Toro e Josh Brolin.

“Francamente, todos deveriam usar sapatos baixos”, disse Blunt, que chegou caminhando com dificuldade justamente por estar usando saltos muito altos.

Você também vai curtir