TOPO

Otaviano Costa vai inovar o “Vídeo Show” que novamente será ao vivo

por Redação / Publicado em sexta-feira, 03 abr 2015 15:44 PM / / 427 views
  • Reprodução/TV Globo

    Otaviano Costa fala em "inovação" à frente de novo "Vídeo Show" ao vivo

    Otaviano Costa promete “inovação” à frente de novo “Vídeo Show” ao vivo

Otaviano Costa falou em “inovação” ao comentar na manhã desta sexta-feira (3) sobre as novidades do “Vídeo Show”, da Globo. O programa será reformulado e exibido ao vivo já a partir da próxima segunda.

Entre as mudanças propostas pelo diretor José Bonifácio Brasil de Oliveira, o Boninho, estão a entrada de Cissa Guimarães, o encerramento diário com Miguel Falabella e a ex-“CQC” Mônica Iozzi, que dividirá a apresentação do programa com Costa. Zeca Camargo deixa a atração e será transferido para outras funções.

“Dá um frio [na barriga], mas é tão desafiador, é tão gostoso. Por ser diário, o ‘Vídeo Show’ tem essa vocação de sempre estar inovando. Então, a partir dessa segunda-feira, acho que estaremos inovando de novo, trazendo a Monica Iozzi junto comigo na apresentação. Temos uma química deliciosa. Será uma mistura muito legal para o público ver. Estaremos num estúdio pequeno, mas muito confortável”, disse Costa durante participação no “Encontro com Fátima Bernardes”.

“E temos também o Miguel Falabella fazendo os encerramentos. Miguel volta. Foi tão emocionante para quem o viu nos estúdios gravando aquelas mensagens lindas, que ele mesmo escreve. É uma honra gigantesca. Além dele, teremos Cissa Guimarães no quadro ‘Gentem como a gente’, captando a essência do artista (…) e o Marcelo Serrado, que trará uma espécie de homenagem a grandes personagens da teledramaturgia brasileira, como Nazaré Tedesco (vilã interpretada por Renata Sorrah, em ‘Senhora do Destino’, em 2004), Sassá Mutema (Lima Duarte em ‘O Salvador da Pátria’, em 1989) “, completou o apresentador.

O objetivo das mudanças anunciadas, diz Otaviano, “é trazer essa memória afetiva do ‘Vídeo Show'”.

Retrospectiva de mudanças

Com o objetivo de elevar os índices de audiência do “Vídeo Show”, Zeca Camargo assumiu a apresentação do programa em outubro de 2013, após deixar o “Fantástico”.

A audiência não correspondeu e diversas mudanças foram realizadas ao longo de 2014, como a entrada de Otaviano Costa, a diminuição do espaço de Zeca Camargo, o lançamento do quadro “8 ou 880” –baseado no programa de Paulo Gracindo, em 1976– e uma série de reportagens em TVs ao redor do mundo.

No dia 12 de setembro, o programa registrou 6,3 pontos, o pior índice já registrado pela atração na Grande São Paulo em 31 anos de existência. O diretor Ricardo Waddington acabou sendo afastado da atração, e José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boninho, chamado às pressas.

|

Comentários no Facebook