Kidman é criticada por promover companhia aérea acusada de discriminação

Getty ImagesNicole Kidman recebeu uma carta aberta de uma associação de comissários de bordo

por
  • Getty Images

    Kidman é criticada por promover companhia aérea acusada de discriminação

    Nicole Kidman recebeu uma carta aberta de uma associação de comissários de bordo

A atriz Nicole Kidman está sendo criticada por atuar em comerciais para a empresa aérea Etihad Airways. A Associação de Comissários de Bordo Profissionais publicou uma carta aberta à atriz por ela ter aceitado trabalhar com a empresa, acusada de discriminar as funcionárias mulheres e violar seus direitos trabalhistas, de acordo com a revista “Hollywood Reporter”.

No comunicado, a associação se dirige a Kidman, que desde 2006 ocupa na ONU o posto de Embaixadora da Boa Vontade pelas mulheres, e relembra que a companhia aérea foi acusada de demitir mulheres que ficaram grávidas.

“Nós encorajamos você, em nome das mulheres e meninas das quais você falou com tanta eloquência [no Dia das Mulheres], a não ajudar a promover a Etihad Airways, uma empresa que impõe práticas trabalhistas abusivas a suas funcionárias e cujo único dono é um governo que luta contra o mundo que você imagina”. A empresa é originária dos Emirados Árabes Unidos.

O grupo compartilhou também uma reportagem que dizia que os Emirados Árabes permitem por lei que os maridos batam nas mulheres e continuou: “A APFA [sigla da associação em inglês] – que representa 25 mil comissários de bordo, incluindo quase 19 mil mulheres – há muito tempo tem se posicionado em relação às práticas discriminatórios do nosso meio. Nós ficaríamos felizes em acrescentar a sua voz à nossa causa”.

A Etihad Airways se defendeu com uma declaração oficial: “Nosso compromisso com o bem-estar e a segurança dos homens e mulheres que trabalham muito para tornar a Etihad Airways ótima é uma das maiores prioridades da nossa companhia aérea”.

Você também vai curtir