TOPO

Há um ano no SBT, Otávio Mesquita diz que seu programa incomoda Globo

por Redação / Publicado em terça-feira, 28 abr 2015 12:36 PM / / 1356 views
  • Repdoução/Instagram

    Otávio Mesquita completa um ano no SBT e diz que programa incomoda Globo

    Vidrado por carros, Otávio Mesquita dirigiu um BMW i8 de cerca de R$ 800 mil para o SBT

Otávio Mesquita completa um ano no SBT nesta terça-feira (28), satisfeito com a audiência do “Okay Pessoal” na madrugada e realizado profissionalmente.

“Estou num dos melhores momentos da minha vida profissional. Consegui atingir uma maturidade de reportagem, sempre mantive a minha vice-liderança e por seis vezes consegui passar a Globo”, comemora.

“O legal é que isso, de certa forma, incomodou a Globo, tanto é que ela está melhorando a qualidade dos seus filmes na madrugada e mudando as chamadas”, diz apresentador.

Aos 55 anos, Otávio se orgulha da sua estabilidade profissional, batalhada com dedicação, criatividade e bom humor. Além de apresentador, ele administra outros negócios de mídias alternativas: cria enredos patrocinados de escolas de samba e tem uma empresa que comercializa as redes socais de celebridades.

“Atendo Marcos Mion, Marco Luque, Sabrina Sato, Ticiane Pinheiro e muitos outros. O cachê varia de R$ 3 mil a R$ 100 mil, dependendo do famoso e do produto anunciado”, explica.

Otávio é um homem agitado, que gosta de trabalhar e, claro, ganhar dinheiro com seus negócios. Prova disso é que ele ainda arrruma tempo para montar um stand up e começar a palestrar em breve.

“A palestra tem o tema ‘A história de um menino que queria ser Silvio Santos’. Conto toda a minha trajetória, desde quando resolvi ser apresentador. Eu tinha 14 anos, em Guarulhos, e parei com amigos em uma loja de departamento para ver TV, quando vi o Silvio pensei: ‘Quero ser amigo dele'”.

Determinado, Otávio já está com 30 anos de carreira e virou amigo do dono do Baú. Há 20 anos, uma mês por vez, ele corta o cabelo no Jassa [cabeleireiro de Silvio Santos] e muitas vezes encontra com o dono do SBT por lá.

“A gente fala de tudo quando se encontra, mas pouco de TV. Ele é muito falante e divertido. Na Páscoa, dei um ovo diferenciado para ele, era sem açúcar. Ele me ligou e agradeceu dizendo: ‘Que ovo ruim, mas obrigado, só consegui comer um pedacinho’. Temos uma relação muito respeitosa. Nunca pedi emprego a ele”.

Em 2013, Silvio protagonizou um momento divertido ao sair do salão do Jassa e vestir um pijama que ganhou de presente de aniversário de Otávio Mesquita durante uma entrevista para a Rede TV!.

“A secretária dele me ligou dois dias depois dizendo que o Silvio adorou o pijama e perguntou onde comprei, pois ele queria comprar mais dois”, lembra.

“Fui para o SBT pela área comercial. Fui um dos poucos momentos que tive acesso ao Silvio desde o início, e nunca usei dessa amizade para avançar. Nunca pedi nada, nunca sugeri nada”, analisa.

|

Comentários no Facebook