TOPO
Sem categoria

Festival de Cannes quer banir os selfies no tapete vermelho

por Bibi Toledo / Publicado em quinta-feira, 16 abr 2015 08:26 AM / / 674 views

cannes
A organização do Festival de Cannes 2015 pretende banir os selfies no tapete vermelho, garantiu o diretor do festival Thierry Fremaux, na manhã desta quinta-feira (16).

Uma campanha será lançada contra a prática dos selfies pelos celulares em plena passarela das celebridades para pôr fim à febre que toma conta em eventos que reúnem muitos famosos.

O diretor amenizou o tom afirmando que o evento não quer proibir  totalmente: “mas, sim, reduzir o processo de selfies no tapete. É ridículo, grotesco e realmente atrasa o evento”. E brincou: “a pessoa nunca aparece tão feia quanto em um selfie”.

No início de abril, o diretor do festival já havia comentado a uma rádio francesa que os “horríveis selfies” tornam o tapete vermelho “terrivelmente confuso e desorganizado”.

Na edição de Cannes de 2014, muitas celebridades lançaram mão de selfies como a atriz francesa, Lea Seydoux, Nabilla Benattia e o elenco de “Os Mercenários 3”. Além de atrizes americanas como Rosario Dawson e Julianne Moore também postaram muitos selfies do tapete veremlho.

Fremaux tem pensado em acabar com a moda dos selfies em Cannes desde dezembro do ano passado. “O que estas fotos significam? Penso que é melhor guardar as memórias em nossas cabeças. Sei que esta será uma medida difícil de tomar”, admitiu na ocasião.

A organização do Festival de Cannes 2015 anunciou na manhã desta quinta a lista de filmes selecionados para as mostras do evento. Na competição, chama a atenção a ausência do cinema latino-americano, que vinha marcando presença nos últimos anos. Para 2015, predomina o cinema europeu, com quatro títulos franceses, três italianos e um dinamarquês, além de filmes do leste europeu.

O cinema norte-americano será o responsável por levar as maiores estrelas ao tapete vermelho da Croisette, com títulos como “Carol”, de Todd Haynes, com  Cate Blanchett e Rooney Mara; “The Sea of Trees”, de Gus Van Sant, com Matthew McConaughey e Naomi Watts; e “Sicario”, do canadense Denis Villeneuve, produzido nos Estados Unidos, com Emily Blunt, Josh Brolin e Benicio Del Toro.

Já o lado mais “pop” do festival foi relegado às exibições especiais, fora da competição, que terão o documentário de Asif Kapadia (“Senna”) sobre a cantora Amy Winehouse; o novo filme de Woody Allen, “O Homem Irracional”, com Emma Stone e Joaquin Phoenix; e a estreia da atriz Natalie Portman como diretora, “Sipur al Ahava ve Choshech” (Uma História de Amor e Escuridão).

 

|

Comentários no Facebook