TOPO

Após receber prova, Regina confronta Beatriz na cadeia em “Babilônia”

por Redação / Publicado em quarta-feira, 29 abr 2015 18:47 PM / / 857 views

Após receber prova, Regina confronta Beatriz na cadeia em "Babilônia"

Regina (Camila Pitanga) procura a arquiteta para tirar satisfações

Regina (Camila Pitanga) não vai sossegar enquanto não conseguir justiça pela morte de seu pai em “Babilônia”. Após levar a pulseira que recebeu de Inês (Adriana Esteves) até a polícia, ela resolve confrontar Beatriz (Gloria Pires) sobre o assassinato de Cristóvão (Val Perré). As cenas vão ao ar no capítulo do próximo sábado (2).

“Eu vim te fazer só uma pergunta. Olha no meu olho e responde: por que você matou o meu pai, sua desgraçada?”, pergunta. A arquiteta mantém a pose e nega ter cometido o crime: “Eu não matei o seu pai, isso é uma acusação absurda. Já te falei, é verdade que eu tive um caso breve com o Cristóvão. Sem importância, mesmo assim eu fiquei triste com a morte dele”. Regina não acredita e menciona que tem uma prova: a joia. A ricaça se faz de desentendida: “Aquela pulseira que foi roubada?”.
A vendedora deixa escapar que recebeu o objeto de Inês, e Beatriz aproveita para virar o jogo. “Eu nunca vi essa joia. A Inês me pôs aqui por um crime que eu não cometi. E agora tá me acusando de outro. Armação! Se foi a Inês que te deu a pulseira, por que você acha que ela estaria comigo? Que eu matei seu pai?”, diz ela, dissimulada. Regina repete a história que ouviu da advogada e a acusa de ter matado Gustavo também, mas a arquiteta lembra que ele se suicidou. A revelação deixa a mocinha balançada.
A vilã aproveita para fazer a caveira da rival e lembra do episódio em que Inês tentou comprar seu depoimento. “Você tava certa, ela não presta. Por razões lá da empresa, eu não consegui me livrar dela. Mas essa mulher é perigosa, nós duas sabemos do que ela é capaz. Por causa dela eu tô aqui nesse buraco”, argumenta ela, acrescentando que foi chantageada pela funcionária.
Reginaquestiona por que Inês não vendeu a joia, mas a ricaça lembra que o objetivo dela não é dinheiro e sim, incriminá-la. “Eu tenho certeza de que a polícia vai descobrir a verdade”, afirma a vendedora, determinada, antes de deixar a casa de custódia.
|

Comentários no Facebook