Amiga de dançarina assassinada, Paulinha Leite lamenta: “Não tinha motivo”

Reprodução/Instagram/paulinhaleitteePaulinha Leite lamentou morte de amiga Amanda Bueno, que era ex-dançarina do Gaiola das Popozudas

por
  • Reprodução/Instagram/paulinhaleittee

    Amiga de dançarina assassinada, Paulinha Leite lamenta: "Não tinha motivo"

    Paulinha Leite lamentou morte de amiga Amanda Bueno, que era ex-dançarina do Gaiola das Popozudas

Paulinha Leite lamentou a morte da amiga, e ex-dançarina do grupo Gaiola das Popozudas, Amanda Bueno. Ela foi morta pelo próprio noivo, em um ataque que ele classificou como "surto". "Estou chocada, pois não teve motivo nenhum para fazer o que fez", afirmou a ex-BBB, em conversa com o Popzone. Segundo ela, as duas se conheceram através de amigos em comum e moraram juntas por seis meses no Rio de Janeiro.

"Eu estava sozinha no apartamento, depois que a Ariadna [também ex-BBB] se mudou, e soube que ela procurava algum lugar para se estabelecer na cidade, pois foi dançar no Gaiola. Acabei convidando para ficar em casa", explicou Paulinha. As duas amigas se separaram apenas quando a ex-BBB voltou a morar em Boa Vista (RO), sua cidade natal.

"Nunca perdemos o contato e, volta e meia, viajávamos juntas", explicou. De acordo com Paulinha, ambas conversaram na semana passada, quando a dançarina contou ter conhecido "alguém especial". "Teve até aquela brincadeira de amiga, do ‘Agora vai’", contou Paulinha.

Ela disse que não conseguirá acompanhar o enterro, que acontecerá em Goiânia (GO), mas que já deu suas condolências para a família que, segundo ela, está bastante abalada. "Uma memória que ficou é a de que ela era muito "peituda" com os namorados. Sabe aquelas mulheres que abaixam a cabeça quando o homem fala? Definitivamente a Amanda não era assim", ressaltou.

Fim violento e trágico
Em mensagem publicada no Facebook, a cantora Valesca Popozuda também se mostrou triste com a morte de Amanda Bueno. As duas trabalharam juntas no grupo Gaiola das Popozudas.

Valesca destacou que, assim como diversas mulheres no mundo, a dançarina foi vítima da violência doméstica. "Uma moça que teve seus sonhos interrompidos, deixando amigos e família órfãs de seu sorriso e sua presença…infelizmente o fim dela foi triste e de uma forma violenta e trágica", escreveu.

Depois, falou de seu respeito por Amanda. "Assim como as lembranças dos shows, as risadas nas viagens e a garra que ela tinha em querer um futuro melhor para a mãe e a filha. Peço a Deus que dê o descanso merecido e o conforto necessário para toda sua família", finalizou a cantora.

Você também vai curtir