TOPO

Vai no primeiro dia do Lollapalooza? Confira alguns shows para ficar de olho!

por Marta Lima / Publicado em sábado, 28 mar 2015 00:00 AM / / 429 views

Amanhã terá início mais uma edição do Lollapalooza, a quarta em território brasileiro. Como sempre são vários shows acontecendo simultaneamente e em palcos nem sempre próximos. Abaixo citamos alguns shows que certamente irão se destacar nesse primeiro dia de festival na ordem em que eles acontecem.

Alt-J

Alt-J – Esse quarteto britânico consegue fazer a cada vez mais rara mistura do popular com o experimental. A música deles é de difícil classificação e abraça uma série de estilos e gêneros musicais que agradam especialmente fãs de música indie com uma pegada mais eletrônica e introspectiva. Eles já lançaram dois álbuns bastante elogiados.

O primeiro, “An Awesome Wave” de 2012, ganhou disco de platina no reino Unido e o prestigiadíssimo Mercury Prize. Já “This Is All Yours”, que deve ser a base do show, entrou nas listas de melhores do ano de duas das principais publicações da Inglaterra: a revista Q e o semanário NME.

O Alt-J toca às 15h55 no palco Skol.

Kasabian
Serge Pizzorno e Tom Meighan do Kasabian

Kasabian ou St. Vincent – Um dos problemas que os frequentadores de festivais sempre enfrentam é o da colisão de apresentações. Se ano passado foi preciso escolher entre o Arcade Fire e o New Order.

Esse ano também temos uma série de shows ocorrendo simultaneamente. Dentre esses, certamente a opção mais difícil será a escolha entre o Kasabian e St. Vincent.

O quarteto conta a seu favor com o fato de ser uma das bandas inglesas mais celebradas dos últimos anos. Em sua terra natal eles já têm há tempos status de banda mega, sendo chamados para encabeçar os maiores festivais da ilha e vendendo milhares de cópias de seus discos que trazem uma eficaz mistura de rock de apelo popular com instrumentação eletrônica e ritmos dançantes. Resumindo, esse é o show ideal para quem quer pular bastante.

St. Vincent

Para quem quer algo mais “cerebral”, então talvez valha mais ver a apresentação de St. Vincent (ao lado), o codinome de Annie Clark. Novamente temos uma artista que consegue fazer uma música que soa dançante e mesmo popular, mas que não abre mão do desejo de experimentar e de ir além. A dúvida é saber se ao vivo ela funciona tão bem quanto em disco, mas a oportunidade de se ver ao vivo uma das maiores artistas desta década não deve ser desprezada.

O Kasabian toca às 17h no Palco Onix. No mesmo horário, St. Vincent estará no Axe.

Robert Plant
Robert Plant

Robert Plant – A única lenda indiscutível dessa edição do festival, o cantor de 66 anos está no auge de sua carreira individual lançando um álbum melhor que o outro. O “problema” no caso dele é aquela sombra que se assemelha àquela vista no filme “Birdman” de nome Led Zeppelin que paira sobre a sua cabeça.

Ele mais que ninguém sabe que uma turnê de retorno da banda seria capaz de encher estádios e autódromos ao redor do planeta por dias consecutivos. Mas, para desespero dos outros sobreviventes da banda, não é isso que ele busca agora.

Isso não quer dizer que Plant ignore seu passado. Longe disso, já que metade do setlist deverá ser composto por músicas da banda.

Mas vale dizer que ele tende a dar preferência para faixas menos óbvias – como “What Is And What Should Never Be” – do que para as músicas mais massificadas e que algumas canções podem surgir de forma bem reconfigurada.

Dessa forma esperem um show com muito blues, folk, world music e, sim, hard rock levado por um cantor com domínio absoluto de palco e uma banda – os Sensational Space Shifters – afiadíssima. E lembrem-se que ao finale ele sempre canta “Whole Lotta Love” e “Rock And Roll”.

Robert Plant estará no Palco Skol às 18h20.

Marina And The Diamonds

Marina And The Diamonds – Cada vez mais popular, Marina Diamandis é daquelas artistas que estão em visível evolução. Seu recém-lançado terceiro álbum “Froot” que estreou no top 10 americano e da Grã Bretanha é certamente o seu melhor trabalho e merece colocá-la em um patamar mais elevado no cenário pop atual.

Ela certamente levará um bom número de fãs para Interlagos, mas podemos apostar que Marina deixará o Autódromo com mais alguns milhares de novos admiradores.

A apresentação de Marina And The Diamonds será às 20h15 no palco Axe.

Jack White
Jack White

Jack White – A maior atração do dia deverá fazer um show que deverá ser considerado um dos melhores do ano vistos por aqui. Isso porque ele está naquele momento tido como o ideal para um artista – quando se tem simultaneamente um repertório longo e já consagrado de um lado, mas não a ponto dele obscurecer o material mais recente.

Isso significa que ele pode fazer um espetáculo razoavelmente longo e bem equilibrado entre canções novas e outras mais antigas.

O fato dele não dar as caras por aqui desde 2005, quando ainda estava nos White Stripes também deve dar um ânimo extra ao artista.

Jack White, chega acompanhado de uma super banda e gosta de variar bastante o repertório a cada apresentação. Dessa forma, é possível esperar algumas raridades ou surpresas além das novidades, hits e clássicos dos Stripes e também dos Raconteurs (a banda que ele montou com Brenda Benson em meados da década passada).

Para completar a festa resta só torcer para que Robert Plant suba novamente ao palco para uma participação especial, conforme foi visto na Argentina na semana passada.

Jack White faz show às 21h15 no palco Skol

|

Comentários no Facebook