“Tenho orgulho”, diz Camila Pitanga ao lembrar que morou em comunidade

Estevam Avellar/TV GloboEm "Babilônia", Camila Pitanga vive Regina, uma mulher de temperamento forte, que vive no morro da Babilônia

por
"Tenho orgulho", diz Camila Pitanga ao lembrar que morou em comunidade
Em “Babilônia”, Camila Pitanga vive Regina, uma mulher de temperamento forte, que vive no morro da Babilônia / Foto Estevam Avellar/TV Globo

Aos 37 anos, Camila Pitanga promete brilhar como a mocinha de “Babilônia”. O primeiro capítulo da novela, que foi ao ar na segunda-feira (16), mostrou sua personagem, Regina, ainda como uma estudante de vestibular, uma jovem humilde e ingênua, que sonha em cursar medicina.

Com uma voz doce e um sorriso meigo, a atriz encontra semelhanças com Regina ao relembrar sua adolescência. Assim como a personagem — que se muda para o morro da Babilônia após a morte do pai Cristovão (Val Perré) — Camila fala da época em que morou no morro Chapéu Mangueira, também na zona sul do Rio, por volta dos 17 anos, com o pai, Antônio Pitanga, a madrasta, Benedita da Silva, e o irmão, Rocco Pitanga.

“Morei no Chapéu Mangueira, nunca escondi isso, pelo contrário, tenho o maior orgulho e foi muito interessante voltar com os olhos de atriz. A Regina veio de Madureira, então ela é uma mulher que vivia numa casa com quintal e, quando ela vai para o morro, é abraçada pela comunidade da Babilônia. Eu vi isso quando morei no Chapéu Mangueira, esse espírito de solidariedade, isso pra mim não é novo”, conta ela.

Para se preparar, a atriz passou um dia no morro com Virgínia Rosa, que faz sua mãe na novela, antes de começaram as gravações.

“Foi muito bom poder voltar, passar o dia de personagem. Eu e a Virgínia (Rosa) fizemos isso e foi lindo. Claro que tiveram pessoas que reconheceram, mas teve muita gente que comprou a ideia de Regina e Dora, mãe e filha. Teve uma mulher, que a gente chorou junto, que ela me levou pela mão, passei a tarde na casa dela. Foi uma tarde muito especial”.

Em “Babilônia”, Regina é a protagonista mocinha da trama, ao lado das vilãs Beatriz (Gloria Pires) e Inês (Adriana Esteves). Guerreira, ela enfrenta as dificuldades da vida com coragem, otimismo e humor. Nas areias do Leme vai conhecer Vinícius (Thiago Fragoso) e se apaixonar por ele.

“Ela não leva desaforo para casa e fica um pouco fechada com os homens depois de se decepcionar com o Luís Fernando (Gabriel Braga Nunes). O Vinicius é um homem que vai amolecer o coração dela, diferente do Luis, que é mau caráter, e tem dois filhos.”

A vendedora de coco vai precisar muito do apoio do advogado para enfrentar as sabotagens de Inês, vivida por Adriana Esteves.

“Eu ainda não fico tranquila em contracenar com Gloria Pires e Adriana Esteves porque são pessoas que eu admiro, eu acompanho. “Vale Tudo” foi uma das novelas que mais me impactaram, “Avenida Brasil” também. São atrizes que transbordam, que são geniais. Sou fã, tenho um respeito, uma admiração profunda”, entrega Pitanga.

Você também vai curtir