TOPO

Irritado, advogado de ex-primeiro-ministro diz que jornalista “cheira mal”

por Redação / Publicado em quinta-feira, 19 mar 2015 00:54 AM / / 3544 views

O advogado João Araújo, que tenta a libertação do ex-primeiro-ministro português, José Sócrates, ofendeu na manhã desta segunda-feira (16) uma jornalista da rede CMTV, que pertence ao jornal “Correio da Manhã”. Ao ser abordado na porta do Tribunal de Justiça, em Lisboa, Araújo se irritou com a presença de Tânia Laranjo e disse que a repórter precisaria “tomar mais banho” porque “cheira mal” e o “enoja”.

“A senhora devia tomar mais banho porque cheira mal”, disse ele diretamente à repórter. “Esta mulher me dá nojo”, completou.

A jornalista decidiu apresentar uma queixa-crime ao Ministério Público e outra à Ordem dos Advogados.

A repórter Tânia Laranjo / Reprodução
A repórter Tânia Laranjo / Reprodução

Tânia recebeu o apoio incondicional do diretor da CMTV e do “Correio da Manhã”, Octávio Ribeiro, que classificou os insultos como “baixo”. A empresa irá processar o advogado. “O Correio da Manhã apoia Tânia Laranjo em tudo o que ela pretende fazer. Estamos dispostos a processar João Araújo. É o mínimo que se pode fazer”, afirmou.

Segundo o site “Público”, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) também repudiou os insultos. “Num quadro geral de aumento de ataques e insultos a jornalistas, assistimos hoje a um inusitado ataque a uma jornalista do ‘Correio da Manhã’ por parte do advogado João Araújo. A jornalista estava apenas desempenhando o seu dever profissional após uma decisão de um tribunal”, comentou o Sindicato.

Ao todo, a equipe de João Araújo já entregou seis pedidos de habeas corpus para libertar José Sócrates, primeiro-ministro de Portugal entre 2005 e 2011. Ele está detido em Évora, desde novembro do ano passado, acusado de fraude fiscal, corrupção e lavagem de dinheiro.

|

Comentários no Facebook