TOPO

Com vídeos simples e engraçados, JoutJout Prazer conquista a internet

por Redação / Publicado em quarta-feira, 25 mar 2015 06:00 AM / / 838 views

Com vídeos simples e engraçados, JoutJout Prazer conquista a internet

A vlogger JoutJout Prazer é a webcelebridade do momento

Em menos de um ano, o canal no Youtube de JoutJout Prazer, “nome artístico” de Julia Tolezano, passou dos 55 mil inscritos. Seus vídeos já foram vistos mais de 3 milhões de vezes. Não há uma grande produção e JoutJout conseguiu se tornar famosa na web gravando de sua casa, com uma câmera simples, um tripé, e um computador – o operador da câmera é o namorado, de quem só conhecemos a voz.

O segredo está no jeito leve e divertido com que ela aborda assuntos sérios, como relacionamentos abusivos, ou mesmo em como ela consegue tornar engraçado um vídeo de 6 minutos sobre banho em cachorros.

“As pessoas sentem que sou amiga delas, quando me reconhecem já vêm me abraçando, parece que elas já me conheciam faz tempo, sabe?”, explica. “Elas vêem os vídeos como um bate-papo entre amigos.”

O vídeo “Não Tire o Batom Vermelho”, que se dirige principalmente a mulheres, abordando relacionamentos abusivos, alcançou 366 mil visualizações e gerou até uma campanha em redes sociais. A garota de 24 anos está empolgada com a visibilidade.

“Adoro essa rotina de fazer reuniões, dar entrevistas e até ir a festas. Quero que o canal vire minha carreira”, diz. Mesmo assim, ela prefere seguir devagar e não planeja nada específico para o futuro. “Sou muito tranquila e soltinha.”

Reprodução/Youtube

Com vídeos simples e engraçados, JoutJout Prazer conquista a internet

Um dos vídeos de JoutJout, “Meu Lar”, em que ela faz um tour pela casa dela

Com vídeos simples e engraçados, JoutJout Prazer conquista a internet Na hora de gravar os vídeos Júlia age da mesma forma. “Não penso muito antes de fazer, invento o tema cinco minutos antes de gravar, gravo um dia antes de ir pro ar.”  Foi assim que ela começou também. Gravava os vídeos informalmente e só mandava para amigas. “Só os tornei públicos porque uma amiga minha mandou. Então comecei pois sou pau mandado mesmo”, conta.

Entre os fãs, além da maioria de mulhers, de 18 a 30 anos, estão também mães que assistem junto com as filhas e alguns homens. “Já recebi email de um homem de 54 anos que disse estar viciado no canal”, relata, contente, a vlogger.

|

Comentários no Facebook