Morre Louis Jourdan, o 'french lover' da era de ouro de Hollywood

O ator francês Louis Jourdan, mais conhecido por seu papel no filme "Gigi", morreu no sábado, aos 93 anos, em sua casa em Los Angeles, depois de muitos anos de sucesso como o '"french lover" do cinema americano.

por

O ator francês Louis Jourdan, mais conhecido por seu papel no filme "Gigi", morreu no sábado, aos 93 anos, em sua casa em Los Angeles, depois de muitos anos de sucesso como o '"french lover" do cinema americano.

Jourdan teve morte natural, segundo seu biógrafo oficial, Olivier Minnel.

O ator francês fez muito sucesso nas décadas de 40 e 50 ao lado de outros astros franceses, como Maurice Chevalier e Jean-Pierre Aumont".

"Ele encarnava a elegância francesa e Hollywood deu a ele papéis com esse tom", afirmou Minnel.

Para seu biógrafo, Jourdan era "um homem-orquestra, ator e também apresentador de televisão, onde atuou em grandes programas com Judy Garland, Franck Sinatra e Jerry Lewis".

"Ele também foi modelo, principalmente para Pierre Cardin", acrescentou.

Louis Robert Gendre, seu verdadeiro nome, também marcou como vilão de filme de James Bond, com sua participação em "007 contra Octopussy", de 1983.

Ele estreou nas telas na França, em 1939, e atuou principalmente em comédias românticas. Ele chegou a deixar a carreira brevemente para se juntar à resistência durante a Segunda Guerra Mundial.

Convidado pelo produtor americano David O. Selnick para filmar em Hollywood, entrou para o elenco de um filme de Alfred Hitchcock ("Agonia de amor", 1947).

Seu papel mais famoso foi "Gigi", de Vicente Minnelli (1958), onde trabalhou ao lado de Leslie Caron e Maurice Chevalier. O filme ganhou nove prêmios Oscar e ele foi indicado para um Globo de Ouro de melhor ator de comédia.

Sua vida foi marcada pela morte de seu filho único, Louis Henry, de overdose em 1981. Sua esposa, Berthe Frédérique, com quem ficou casado por mais de 60 anos, faleceu no ano passado.

jfg-ff-ial/jr/cn

Você também vai curtir