Exclusivo: 5 Perguntas pra eterna musa Nádia Lippi!

por

Nádia Lippi está presente no imaginário dos brasileiros. Ela fez muitas novelas na Tupi e Globo, estrelou vários filmes no cinema e era musa dos adolescentes. Foi uma das primeiras atrizes brasileiras a estampar a capa da Playboy, em agosto/1981. “Aceitei por motivo financeiro. Tinha medo da exposição me atrapalhar na Globo.” No auge da carreira, após ser uma das estrelas da novela Brilhante, na Globo, Nádia se recolheu. Passou a fazer apenas aparições esporádicas na TV. Fez uma opção pela vida em família e também se realizou assim. Agora ela vibra com o sucesso da filha Thalita, a Lucilene de Guerra dos Sexos. Aqui posto fotos pessoais da estrela, que continua musa. Com vocês a sempre linda Nádia Lippi!!

1- Sank:  Você foi uma musa nos anos 70 e 80, e se afastou da mídia por iniciativa própria. Sente falta dos tempos de TV e cinema?
Nádia Lippi: Claro que sim… E saudade forte diante de trabalhos bons que vejo em teatro, cinema ou TV. Mas acho que tudo nessa vida tem sua hora e caminho e acho que o meu tomou outra direção muito importante também pra minha realização que foi poder acompanhar a família. Também viajei pelo mundo! Quando olho pra trás fico feliz com minha trajetória e me sinto realizada, e isso é o mais importante né?

2- Qual é o trabalho que você considera mais marcante?
Tive vários momentos marcantes, mas acho que As Três Marias, na Globo, e Signo da Esperança, na Tupi, foram os melhores momentos.

3- Sua Playboy, publicada em agosto/1981, hoje é um disputado artigo de colecionadores. Tinha um sabor diferente posar nua naquela época?
Não sei… Pra mim foi por motivo financeiro. Foi de verdade o dinheiro que me fez aceitar pois tinha medo da exposição me atrapalhar na Globo. Acho que arrisquei mesmo! Hoje em dia tá tudo mais fácil, as pessoas vêem com mais normalidade. Naquela época acho que eram mais atrizes não modelos… Enfim Playboy será sempre Playboy… rsrs

4- Gosta de ver seus filmes antigos quando passam em reprises, principalmente no Canal Brasil?
Mais ou menos, pois esses filmes, muito mais que a Playboy, me fizeram pagar preços de preconceitos  bobos por parte de muita gente, inclusive de pessoas do meio. O próprio nome que dão a eles já diz: Pornochanchadas, que eram muito mais leves que muitos filmes de hoje.

5- Sua filha Thalita tá fazendo sucesso em Guerra dos Sexos como a secretária Lucilene. Qual seria seria sua reação se ela topasse um convite pra posar nua?
Acho que teria o mesmo cuidado, a mesma preocupação, quanto a hora certa, se não atrapalharia sua carreira… Pois acredito que, mesmo com tanta liberdade, isso ainda pesa. Torço pra que se ela um dia fizer seja com um ótimo fotógrafo e com uma coisa muito planejada mesmo, se preservando o que puder. Nu não pode significar vulgaridade o que acho hoje vemos muito em certas revistas. O apelo hoje é o carro chefe. Eu fiz capa da Playboy e estava vestida… rs